Aprovados 2020

Os alunos do Colégio ICJ foram muito bem nos resultados das diversas faculdades de Minas Gerais e até mesmo de São Paulo! As aprovações de 2020 mostram que os alunos e equipe pedagógica fizeram muito esforço e obtiveram muito aprendizado. Confira:

Alice Parreiras Campos: Engenharia Química – USP

Ana Paula Dias Alves Oliveira: Medicina Veterinária – PUC Minas

Camila Jordana Figueiredo de Oliveira: Medicina Veterinária – Newton Paiva

Eduardo Gil Santos: Arquitetura e Urbanismo – PUC Minas

Giovanna Gonçalves Maia: Design de Ambientes – UEMG

Isabella Cerqueira Mourthé: Medicina – UFMG

Isadora Reis de Souza: Engenharia Metalúrgica – UFMG

João Gabriel Mendes Barbosa: Arquitetura e Urbanismo – PUC Minas

Júlia de Melo Borges: Relações Internacionais – PUC Minas & Estética e Cosmetologia – Newton Paiva

Kevyn Douglas Dias Silva: Engenharia de Minas – UFMG

Mariana Borelli Pereira: Administração Pública – Fundação João Pinheiro

Pedro Marcos Siqueira de Castro Santos: Direito – Dom Helder Câmara

Nós, do Colégio ICJ, desejamos muito sucesso na nova etapa que se inicia.

Reunião administrativo e pedagógica

No primeiro sábado de fevereiro de 2020 foi realizada uma reunião com todos os funcionários e professores do Colégio ICJ. O objetivo da reunião, que tinha como tema a felicidade, era alinhar as ideias que serão desenvolvidas ao longo de 2020 e mostrar os resultados obtidos em 2019.

Uma ação que foi divulgada e recebeu muitos elogios foi a substituição dos copos descartáveis por canecas de inox, para a equipe administrativa e pedagógica do colégio. A partir do dia 17 de fevereiro, não serão mais disponibilizados copos descartáveis para os funcionários, evitando o uso de cerca de 82 mil copos por ano.  Todos receberam uma caneca inox, para uso individual.

O ponto alto da reunião foi a palestra Happy & Fullest, com a assessora do Sistema Bernoulli, Vanessa Santos. A palestra tinha como finalidade incentivar a todos, em uma sistematização de um plano individual para a felicidade. Não basta apenas pensar no que se deseja e pretende fazer, é preciso ir para a prática.

Dessa forma, um desafio foi proposto: Os funcionários e professores precisam enviar uma mensagem a três colegas de trabalho, sorteados no dia, e fomentar a comunicação e a proximidade entre todos. Além disso, o mês de fevereiro será um momento de desafiar a si mesmos, fazendo algo que há muito tempo pensam em fazer, mas que por algum motivo deixaram para depois.

2019 foi um ano de muitas mudanças, realizações e expectativas alcançadas. O Colégio ICJ deseja que 2020 seja ainda melhor! Esperamos alcançar nossos objetivos porque, afinal, como discutido na reunião, é preciso não apenas querer, mas ir em busca dos resultados. Desejamos um ótimo ano a todos, repleto de muitas conquistas!

Tradição Planalto Produções

Desconto de 15% para fotografia em estúdio ou externa: Books de gestante, 15 anos, ensaio em família, fotos para perfil empresarial/comercial, fotografia publicitária e de moda; Desconto de 10% para a produção de vídeos institucionais e para redes sociais, Transmissão Web ao vivo (streaming), vídeos para EAD, Produção de livros, jornais e revistas, criação gráfica e produção de conteúdo.

Telefone: (31)3226-2829. Endereço: Rua Lindolfo de Azevedo, 192 – Nova Suiça.

O ar ocupa espaço?

Os alunos do 1º ano B, do Ensino Fundamental I, foram ao laboratório de ciências, na última semana, com a professora Alessandra Nunes, para aprender um pouco mais sobre o ar. Em um experimento com balões, as crianças entenderam, entre outros aspectos, que o ar ocupa espaço.

No Colégio ICJ, desde pequenos, os alunos são levados ao laboratório de ciências, um local de grande importância na vida escolar. Tendo contato com este local desde as séries iniciais, conceitos de Ciências começam a ser apresentados e construídos pelos estudantes.

Substituição de copos descartáveis por canecas de inox

O Colégio ICJ, consciente das causas ambientais e questões sustentáveis, iniciou uma ação com funcionários e professores para reduzir a produção exacerbada de lixo. A partir de hoje, dia 17 de fevereiro, não serão mais disponibilizados copos descartáveis no ambiente de trabalho. Para isso, toda a equipe recebeu, individualmente, uma caneca de inox, fazendo com que a substituição seja realmente efetiva.

Nesse sentido, serão poupados 82 mil copos descartáveis por ano, e evitaremos o acúmulo desnecessário de lixo. É inegável que, além da economia ambiental, o financeiro também será afetado positivamente.

Para Cláudia Abreu, coordenadora de Recursos Humanos do colégio, a iniciativa da substituição de copos descartáveis por canecas era algo discutido há um tempo, principalmente entre professores. A ideia se concretizou e a adesão, antes mesmo do dia oficial para a troca, já é alta por toda a equipe.

Segundo ela, a ação atua na consciência: “Você não se limita apenas ao copinho descartável e começa a pensar em todas as outras maneiras para ajudar o meio ambiente. Não adianta fazer o movimento das canecas e continuar tendo outras ações não condizentes”.

Até o momento, a iniciativa ocorre apenas com a equipe de funcionários e professores, mas afeta também os alunos, que são influenciados indiretamente pela ação. Principalmente os professores, em sala de aula, são capazes de inspirar os estudantes a terem práticas sustentáveis.

1º dia do Projeto Maker

As aulas já começaram, os alunos voltaram aos estudos, a escola está mais agitada e o projeto Maker teve início logo na primeira semana. A partir de 2020, todos os alunos do Ensino Fundamental II – 6º ao 8º ano, terão a inclusão do Projeto Maker como disciplina no currículo.

Em um primeiro momento, os alunos foram divididos de acordo com a área escolhida – Científico, Comunicação e Tecnológico. Os professores responsáveis por cada Maker deram uma breve explicação sobre o que será desenvolvido ao longo do ano, quais as propostas e finalidade do Projeto.

Logo após, todos os alunos foram reunidos na quadra do colégio para uma dinâmica. Algumas gaiolas foram dispostas pelo local e o objetivo era que os estudantes colocassem nelas tudo aquilo que os impedia de expor suas ideias e opiniões. Essa dinâmica será retomada no decorrer do Projeto, onde serão feitas dobraduras em formato de avião, com tudo aquilo que foi escrito. A intenção é identificar a evolução dos alunos e mostrar que todas as ideias são válidas e não precisam estar “engaioladas”.

Para ver as fotos de tudo o que aconteceu no 1º dia do Projeto Maker, acesse o nosso Flickr:

deaa9182-e99a-4581-ad65-2d1583b48ef8

Alunos Destaque 2019

O Colégio ICJ mantém, desde 2014, o Programa Aluno Destaque ICJ para os alunos do Ensino Médio, com bolsar de até 70%. A partir de 2019, lançou o Programa Aluno Destaque para os alunos do Ensino Fundamental II, com bolsas de 25%, destinado aos alunos do 7º, 8º e 9º ano do Ensino Fundamental. O programa é um incentivo aos esforços dos alunos que se dedicam a alcançar um bom desempenho escolar e os premia com bolsas nas mensalidades escolares.

Após avaliar todos os critérios necessários para concorrer às bolsas, os alunos selecionados foram:

6º ano EF: Ana Alice Santos Aguiar – 1º lugar (bolsa de 25%)

7º ano EF: Nícolas Carvalho Rêgo Oliveira – 1º lugar (bolsa de 25%)

8º ano EF: Matheus Assis Maia – 1º lugar (bolsa de 25%)

9º ano EF: Ana Carolina Martins Alvim – 1º lugar (bolsa de 70%)

9º ano EF: Graziela Profeta Guimarães – 2º lugar (bolsa de 50%)

9º ano EF: Isabella Cristina Bernardes Cezario – 3º lugar (bolsa de 30%)

1º ano EM: Aline Couto Mota – 1º lugar (bolsa de 70%)

1º ano EM: Giulianna Martins da Gama – 2º lugar (bolsa de 50%)

1º ano EM: Jéssica Marques Fialho – 3º lugar (bolsa de 30%)

2º ano EM: Júlia Mérice Lima Chaves – 1º lugar (bolsa de 70%)

O Colégio ICJ parabeniza o esforço de todos os alunos que se dedicaram a conquistar um bom desempenho escolar.

Cultura Maker

A manutenção de um cotidiano escolar para estimular crianças e jovens a terem autonomia, a cuidarem de si mesmos e a se gostarem é fundamental e desafiador para educador e estudantes. A ”cultura maker” é um processo para aumentar o respeito à diversidade e contribuição para melhor elaboração da autoestima e autoconfiança.

A proposta tem sido implantada nas diversas áreas do conhecimento, em decorrência das mudanças estabelecidas pela Base Nacional Comum Curricular (BNCC), incentivando os alunos do Ensino Fundamental ao Médio a participarem dos projetos de criação. O foco é os jovens entenderem que são capazes de consertar, construir e, principalmente, criar.

É cada vez mais necessária experimentação para tornar o aprendizado ainda mais significativo para o estudante e para a sociedade, desenvolvendo competências essenciais, como a criatividade, autonomia e empatia. A adoção desse processo por diversos colégios substitui parte das aulas teóricas por experimentais, estimulando os alunos a entenderem os aspectos que envolvem um processo de criação. A ”cultura maker” é uma maneira rica de solucionar alguns problemas enfrentados pela educação, como a desmotivação, o uso de técnicas consideradas antiquadas e a pouca relação do que se aprende na teoria com o cotidiano.

Já é tempo de acabar com o estigma que a sala de aula é um ambiente monótono. A ”cultura maker” no Colégio ICJ, por exemplo, é uma realidade e, recentemente uma das ações foi a criação dos novos uniformes para 2020. Os alunos se envolveram diretamente no processo de criação, pesquisa e desenvolvimento dos modelos que serão adotados a partir de 2020. O tema desse maker tem o interesse direto dos estudantes, pois trata-se da escolha da roupa que vão usar. Eles conversam em sala de aula para levantar ideias e sugestões sobre expressão gráfica e maneiras de se expressar com o vestuário, ampliando o conhecimento. A situação é o momento em que todos aprendem sobre diversos conceitos, como moda, indústria têxtil e indústria circular, matérias primas, revolução 4.0 e tecnologia.

Quando um estudante é incentivado a explorar sua criatividade, a buscar por novos conhecimentos, a autonomia é incentivada, cria-se uma independência rica, e o impacto disso é a democratização do conhecimento. A escola fica muito mais interessante quando se torna um ambiente colaborativo de aprendizagem, com maior interação entre os estudantes e professores no processo de ensino-aprendizagem, algo inerente à proposta das metodologias ativas de ensino.

Volta às aulas 2020!

As férias estão chegando ao fim e esperamos que as energias estão renovadas para o início de mais um ano escolar! O Colégio ICJ está cheio de novidades e aguardando a chegada de seus alunos com muita alegria.

As aulas têm início no dia 3 de fevereiro para os alunos do Ensino Fundamental II e Médio e dia 4 de fevereiro para os alunos da Educação Infantil e Ensino Fundamental I. Na segunda-feira, dia 3 de fevereiro, os pais do Infantil e Fundamental I devem efetuar a entrega dos materiais. Veja como fica a programação completa deste mês:

 

EDUCAÇÃO INFANTIL – Maternal II ao 2º Período:

ENTREGA DOS MATERIAIS: 03/02/2020 – 14 às 16h

INÍCIO DAS ATIVIDADES ESCOLARES: 04/02/2020

REUNIÃO DE PAIS: 08/02/2020 – 08h às 11h

 

ENSINO FUNDAMENTAL I – 1º ao 5º ano:

ENTREGA DOS MATERIAIS: 03/02/2020 – Manhã: 8h às 11h Tarde: 14h às 16h. De acordo com o turno da criança.

INÍCIO DAS ATIVIDADES ESCOLARES: 04/02/2020

REUNIÃO DE PAIS: 15/02/2020 – 08h às 11h

 

ENSINO FUNDAMENTAL II – 6º ao 9º ano:

INÍCIO DAS ATIVIDADES ESCOLARES: 03/02/2020

REUNIÃO DE PAIS:

6º ano EF: 11/02/2020 – 07h30min

7º ano EF: 12/02/2020 – 07h30min

8º ano EF: 13/02/2020 – 07h30min

9º ano EF: 14/02/2020 – 07h30min

 

ENSINO MÉDIO – 1º ao 3º ano:

INÍCIO DAS ATIVIDADES ESCOLARES: 03/02/2020

REUNIÃO DE PAIS:

1º ano EM: 18/02/2020 – 07h30min

2º ano EM: 19/02/2020 – 07h30min

3º ano EM: 20/02/2020 – 07h30min

ENEM 2019 – Notas da Redação

A notas do ENEM 2019 foram divulgadas e, mais uma vez, os alunos do Colégio ICJ deram um show! Depois de muito estudo e dedicação dos alunos e professores, os estudantes tiveram um alto desempenho, principalmente na redação. Confira os resultados:

Alice Parreiras Campos – 940 pontos

Ana Paula Dias Alves Oliveira – 920 pontos

Camila Jordana Figueiredo de Oliveira – 920 pontos

Danilo Valadares Campos Mota – 880 pontos

Eduardo Gil Santos – 960 pontos

Gabriela Silva Medeiros – 880 pontos

Giovanna Gonçalves Maia – 960 pontos

Isadora Reis de Souza – 940 pontos

João Gabriel Mendes Barbosa – 940 pontos

Júlia de Melo Borges – 940 pontos

Kevyn Douglas Dias Silva – 920 pontos

Laura Nogueira de Almeida – 920 pontos

Leyla Carvalho Cristófaro – 940 pontos

Marcelo Willian de Souza Pereira – 940 pontos

Mariana Borelli Pereira – 980 pontos

Mariana de Melo Ferraz – 960 pontos

Nathalia Randazzo Gontijo do Nascimento – 880 pontos

Rafaela da Silva Ribeiro – 920 pontos

Pedro Marcos Siqueira de Castro Santos – 960 pontos

Thomaz Rezende Pinto – 920 pontos

Nós, do Colégio ICJ, desejamos muito sucesso na nova etapa que se inicia.

Em breve teremos os resultados das aprovações, fiquem ligados!