A interrupção constante de aula: uma prática prejudicial

As solicitações das famílias de retirarem os filhos nos horários que antecedem ao término estipulado da finalização do turno é uma realidade cada vez mais presente nas escolas brasileiras. O fato é que tal situação ocorre numa rotina ativa a qual acaba por prejudicar o desenvolvimento do aluno e consequentemente a organização do professor.

O docente, por sua vez, no exercício de suas atribuições, norteia-se por meio de um planejamento distribuído por horários nos quais as disciplinas e os conteúdos são desenvolvidos, seguindo um referencial curricular o qual precisa ser cumprido na íntegra para que as inúmeras etapas de ensino-aprendizagem ocorram de forma gradual, significativa, efetiva e processual.

Nesse sentido, respeitar horários, regras e combinados também são habilidades que precisam ser trabalhadas e desenvolvidas no âmbito escolar. Assim, é dever das instituições de ensino orientar aos pais sobre os prejuízos ocasionados pela atitude de chegar atrasado ou sair antes do final da aula. Dentro do possível, a escola deve analisar as demandas e buscar atender às situações que não apresentam uma conotação rotineira, sobretudo por questões de respeito às famílias. Todavia, não podemos esquecer que educar também é respeitar combinados, regras e horários. Portanto, cada caso deve ser estudado e apresentado de forma consciente, sempre pensando no bom desenvolvimento do aluno.  Além disso, o diálogo, a parceria e a confiança entre escola e família são fatores essenciais para a boa convivência.

O problema é que na maioria das vezes, ao orientar ou informar às famílias sobre os prejuízos em atender demandas fora do que é habitual, gera-se insatisfação e falta de compreensão. Conscientizar que todos têm os mesmos direitos e que as regras devem ser cumpridas, sem exceções, não é tarefa fácil, mas vale lembrar que a incisão inesperada de aulas, seja ela por atraso ou por saída antecipada, interrompe a linha de raciocínio, dispersa e atrapalha os colegas, desorganiza a rotina de sala de aula, além de prejudicar o processo de ensino-aprendizagem.

Novidade no Serviço de Hora Adicional

O Serviço de Hora Adicional do Colégio ICJ é mais opção que traz conforto e tranquilidade para a família. Funciona como um plantão que atende as famílias que não podem buscar e/ou entregar os alunos dentro dos horários preestabelecidos pela escola.

Para 2019 o serviço apresenta uma novidade: atendendo às sugestões de nossa comunidade escolar, o tempo de permanência foi alterado e as taxas foram reduzidas, tornando o serviço melhor adequado à maioria dos usuários.  Agora, será registrada a permanecia do aluno a cada ½ hora.

O serviço disponibiliza duas modalidades de atendimento:

– Hora Adicional Diária (esporádica): nesta modalidade todos os alunos que permanecerem nas dependências da escola, após a tolerância ao término das aulas (20 minutos após o encerramento das aulas), ou precisarem entrar antes do horário estabelecido para o início das aulas, são automaticamente encaminhados para esse serviço;

– Hora Adicional Mensal: as famílias têm a opção de contratar previamente o serviço na recepção da escola. Nessa modalidade as taxas sofrem um desconto.

As horas adicionais diárias (esporádicas) utilizadas são cobradas no mesmo boleto da mensalidade do mês subsequente ao uso. O serviço atende também aos alunos que ficam na escola após o encerramento das atividades da Escola de Esportes Minas Tênis/ICJ e da Escola de Línguas Number One/ICJ

O serviço está disponível diariamente, para alunos de todas as faixas etárias e o registro de permanência é realizado a cada 30 minutos, conforme horários que seguem:

Fim do Turno Manhã (saída) – das 12h às 13h30

Inicio do Turno Tarde (entrada) – das 12h às 13h30

Fim do Turno Tarde (saída) – das 18h20 às 19h50

Consulte a tabela de valores na recepção do colégio.