6º ano visita o Museu das Minas e do Metal

Dia 07/11, alunos do 6º ano foram ao Museu das Minas e do Metal, que integra o Circuito Cultural Praça da Liberdade.

A visita contemplou os conteúdos estudados durante o ano nas disciplinas de Ciências, com a professora Regina Nascimento, e Geografia, com a professora Valéria.

Os temais explorados foram: Meio Ambiente, Desenvolvimento Sustentável e Consciência de Preservação.

Regina relata que a atividade foi conduzida e orientada por monitores muito bem treinados, com muita atenção, carinho, seriedade, conhecimento e disciplina. “Muito enriquecedora a visita. Show!”, contou.

Com isso, o projeto promoveu uma rica experiência para os alunos e ampliou o conhecimento de materiais e técnicas de exploração e conservação dos recursos naturais.

Confira as fotos: https://flic.kr/s/aHsmvFsbQd

Café filosófico do 7º ano

Anualmente, alunos do 7º ano realizam no Colégio o Café Filosófico, evento que conduz a comunidade ICJ a várias reflexões sobre os caminhos que a sociedade escolheu e escolhe.

O processo envolve a identificação e análise de determinados problemas e dos empecilhos para o alcance de uma democracia efetiva. Ademais, demanda propostas de ação, estratégias e soluções que levem a atitudes mais sólidas perante a coletividade.

ATUAR, REPENSAR, PARTICIPAR E TRANSFORMAR: esse é o espírito que impulsiona o encontro e fomenta o compromisso e envolvimento com a realidade e com o presente.

Este ano, o evento aconteceu nos dias 07 e 09/11 e colocou em pauta o tema “Desenvolvimento humano, ética e cidadania. Um Brasil diferente; um mundo melhor”.

O contexto discutido abarcou os fatos trágicos ocorridos do o século passado até os dias atuais, como as duas grandes guerras mundiais, a guerra fria, as invasões norte-americanas no Oriente Médio e no Afeganistão, os conflitos entre árabes e judeus, os ataques de 11 de setembro nos Estados Unido e, as grandes migrações humanas devido à fome e a guerra e o terrorismo.

Diante disso, emergiram as questões: Como devemos agir diante de um planeta que caminha nesse século XXI para um colapso global? Ou estamos no caminho certo e tudo não passa de extremismos de ambientalistas que procuram, como exemplo, preservar a natureza a qualquer preço? Devemos rever nossas ações em relação ao outro ou já encontramos o ponto de equilíbrio no que diz respeito a moral e a ética?

Após muitas discussões e partilha de experiências, o grupo constatou que, apesar de questões acerca da ética, da moral, do desenvolvimento humano e da responsabilidade social terem se tornado nos últimos anos o “centro das atenções” em todas as áreas do conhecimento na sociedade, pode-se perceber que o ser humano vem se distanciando cada vez mais de uma conduta moral que preserve tanto a vida quanto a harmonia da sociedade. A construção do sujeito ético/moral nunca foi tão importante na história da humanidade.

Assim, frente a um conhecimento atualizado e crítico da realidade, foram levantadas ações que se tornam necessárias para uma convivência urbana alicerçada, em uma posição de respeito à diversidade, à cultura e aos nossos recursos naturais!

Confira as fotos: https://flic.kr/s/aHskHK2XdD

Prática de dissecação de peixe

Na aula de Ciências do dia 29/10, a professora Regina desenvolveu com os alunos do 7º ano uma prática de dissecação de peixe ósseo.

A atividade ilustrou e reforçou o conhecimento de vertebrados a partir da análise de aspectos morfológicos e fisiológicos do animal.

Estruturas foram evidenciadas e os alunos interagiram de forma bastante dinâmica e ativa!

Confira as fotos: https://flic.kr/s/aHskHeFpiR

SIMICJ aberta 2018

O ICJ desenvolve anualmente o projeto SimICJ – SIMulação do colégio ICJ. A proposta da atividade fundamenta-se na simulação de uma conjuntura real: a convocação de Comitês por parte da Organização das Nações Unidas (ONU) tendo em vista a existência de um problema a nível internacional.

O aluno Gabriel Mamede, do 3º ano do Ensino Médio, explica que nesse comitê são escolhidos países de relevância para o tema em questão, representados por seus delegados. O tema é debatido com o objetivo de redigir e aprovar um Documento de Resolução que estabelece medidas práticas para a solução do problema.

Existem dois formatos de simulação deste evento no ICJ: a SimICJ fechada e a aberta. Na primeira, que aconteceu no ICJ dia 03/10, os alunos do 9º ao 3º ano do Ensino Médio realizaram o projeto como uma atividade avaliada. Já na SimICJ aberta, realizada nos dias 19 e 20/10, as portas do colégio foram abertas para estudantes de outras instituições, do 9º ano, Ensino Médio, cursinhos e graduação, participarem de uma simulação estruturada pelos próprios alunos do ICJ em parceria com colaboradores externos, em maioria estudantes de Relações Internacionais, da PUC-MG.

Este ano, a SimICJ aberta contou com discussões como a reativação da prisão de Guantánamo, o surto de febre hemorrágica de lassa na África e as criptomoedas e a eclosão do libertarianismo. Além disso, houve também um comitê de imprensa, onde foram registradas fotografias, elaboradas reportagens e um jornal cobrindo os comitês que integraram o projeto.

Veja as fotos da SIMICJ: https://flic.kr/s/aHsmpKpKsA

Confira abaixo o jornal SIMI NEWS elaborado pelos alunos da Imprensa:

Aula de Robótica do 6º ano

As turmas de 6º ano do ICJ tiveram uma vivência com a Robótica Educacional ministrada no Colégio para o Ensino Médio.

Reunidos em equipes, os alunos deveriam construir o protótipo de um veículo com o material Lego Education.

Cumprindo o objetivo, os grupos concluíram a montagem do veículo com quatro rodas, eixos dependentes e um motor.

Foi uma atividade dinâmica e desafiadora que contou com muito trabalho colaborativo!

Confira as fotos: https://flic.kr/s/aHsms2wr9K

8º ano visita o Museu de Morfologia da UFMG

Nesta quinta-feira, dia 04/10, as turmas de 8º ano visitaram o Museu de Ciências Morfológicas da UFMG.

No museu, puderam vivenciar uma nova consciência frente ao ensino das Ciências por meio de uma abordagem sistêmica e interdisciplinar do organismo humano.

Primeiramente, os estudantes participaram de uma palestra de contextualização da atividade.

Em seguida, visualizaram exposições didático-científicas com peças anatômicas, esculturas em gesso e resina, fotomicrografias de células e tecidos e embriões e fetos em diferentes fases de desenvolvimento.

Vale ressaltar que, por muitos anos, o museu foi o único na América Latina a permitir o acesso e entendimento do corpo humano não somente na questão anatômica e embriológica, mas, também, no quesito “enfoque humano”, ou seja, no respeito aos cadáveres desconhecidos.

Com esse trabalho de campo, as turmas puderam ampliar os estudos e conhecimentos sobre o corpo humano, compreendendo melhor a estrutura e o funcionamento dos organismos a partir de exemplares autênticos!

Confira as fotos: https://flic.kr/s/aHsmjFWbDu

SIMICJ 2018

Dia 03/10, alunos do 9º ano do Ensino Fundamental ao 3º ano do Ensino Médio participaram da 3ª edição da SIMICJ, uma simulação realizada no Colégio com intuito de colocar em pauta temas relevantes e fomentar o desenvolvimento da diplomacia.

Após a realização de uma cerimônia de abertura no Ecoparque, os alunos se dirigiram às salas de seus respectivos comitês para dar início aos debates.

As temáticas e tópicos de discussão tratados por cada um deles foi:

– UNIDO (Organização das Nações Unidas para o Desenvolvimento) – Energias alternativas e o desenvolvimento industrial: A importância e a necessidade de investimentos em energias alternativas, de modo que crescimento econômico e sustentabilidade possam coexistir.

– OEA (Organização dos Estados Americanos) – Crise política na Nicarágua: De que formas as nações podem auxiliar no apaziguamento da crise, para que suas consequências não atinjam outros países e a população da Nicarágua não seja acometida de violência desumana?

– ACNUR (Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados) – Crise de refugiados da Venezuela: O autoritarismo ineficaz do governo venezuelano para resolver a crise e a participação internacional no amparo aos refugiados.

– OMS (Organização Mundial da Saúde) – A síndrome respiratória do Oriente Médio: De que forma as nações podem cooperar entre si a fim de proporcionar a criação de uma vacina e de medicamentos específicos para a MERS?

– OMC (Organização Mundial do Comércio) – Protecionismo econômico e a supervalorização de commodities: Como as nações podem definir uma nova forma de proteção das indústrias nacionais, sem prejudicar a economia externa.

– IMPRENSA – SIMI News: Redação, imagem e reportagem.

Com muita dedicação, os estudantes desempenharam os papéis de delegados em prol dos interesses dos países que representavam. As discussões foram muito produtivas e refletiram o engajamento e encantamento dos alunos! Com isso, ficou evidente não só o forte o avanço dos jovens em relação aos conteúdos debatidos, mas também no que diz respeito ao impacto social do projeto em suas vidas.

Uma grande novidade é que, este ano, acontecerá uma versão da SIMICJ aberta para o público externo, dentre estudantes do 9º ano, Ensino Médio, cursinhos e graduação. Nos dias 19 e 20/10 o evento irá agitar o ICJ com as discussões da reativação da prisão de Guantánamo, do surto de febre hemorrágica de lassa na África e das criptomoedas e a eclosão do libertarianismo.

Para saber mais informações e realizar a inscrição no evento, acesse: https://simicj2018.wixsite.com/simicj2018

Veja as fotos da SIMICJ do dia 03/10 em: https://flic.kr/s/aHskFFhodR

Confira abaixo o jornal SIMI NEWS elaborado pelos alunos da Imprensa.

8º ano cria pulmão artificial

As turmas de 8º ano realizaram uma prática diferente no Laboratório de Ciências.

A atividade consistia na criação de um pulmão artificial para demonstração de como o sistema respiratório funciona.

Os alunos construíram seus protótipos utilizando materiais reciclados como garrafas pet, balões, pequenos tubos de plástico e fita adesiva.

Após a montagem, puderam avaliar o movimento do diafragma, representado por uma borracha.

Quando puxavam a borracha para baixo, os balões inflavam, indicando a entrada de ar nos pulmões. Já quando a borracha era puxada para cima, os balões esvaziavam, correspondendo à saída do ar.

Com isso, observando uma estrutura análoga a do organismo humano, puderam compreender melhor os processos de inspiração e expiração.

Confira as fotos: https://flic.kr/s/aHsmtvyXQ8

2ª Mostra de Ciências e Tecnologia

Dia 29/09, o ICJ foi palco da 2ª Mostra de Ciências e Tecnologia dos Ensinos Fundamental II e Médio, com o tema “Despertando a investigação e o pensamento científico”.

Com muito esforço e criatividade, os alunos ICJ articularam os conhecimentos adquiridos em sala e também exploraram novas áreas de pesquisa que os despertavam interesse.

A Mostra se iniciou com apresentações de dança das turmas do 9º ao 3º ano e Ensino Médio. Como uma continuidade dos conteúdos trabalhados na disciplina de Inglês, os figurinos e a performance dos jovens remetiam aos anos 80.

Daí em diante, os visitantes puderam conhecer os diversos projetos apresentados e ainda “comprar a ideia” daqueles que os despertavam mais interesse. Isso porque foram entregues cartões fictícios com saldo de 2000 reais, que deveriam ser distribuídos para os diferentes trabalhos, com um valor simbólico máximo de 200 reais por projeto.

Na área de Ciências, foram tratadas temáticas como alimentos orgânicos e o uso de agrotóxicos; os tipos de árvores para diferentes locais; a agricultura antiga e a agricultura moderna; as variedades de solo, o desgaste pela mineração e as formas de conservação e o asfalto permeável.  Questões que envolvem o lixo, o impacto do descarte irregular de plástico na saúde do Planeta Terra, a poluição, reciclagem, o sistema de esgoto e uma proposta para amenizar a temperatura nos grandes centros urbanos também foram colocadas em pauta. Foi apresentado, ainda, um protótipo de microscópio caseiro, uma ideia simples e útil!

Outro segmento abordado foi “a arte e cultura através de filmes, danças e teatros”. Os grupos discutiram as histórias em quadrinhos como construção de uma consciência ambiental, os livros digitais, as fake news e fizeram uma adaptação da obra Frankenstein. Alguns dos projetos foram: “Anima ação, o movimento está nos olhos de quem vê”, “Cinememória” e “Expo-reflexão: quem conta um conto aumenta um ponto?”.

A matemática foi analisada em diferentes situações da vida. Já pensou em como explorar o Brasil e o mundo fazendo planos econômicos ou luxuosos de viagem? Em como é a construção de grandes aviões? E a geometria de BH? Esses e outros processos foram detalhados pelos estudantes durante o evento.

A Química e Física não ficaram de fora! Havia projetos como a química dos cosméticos, bioquímica forense na resolução de crimes, a química da combustão e a chuva ácida, bem como a transformação de energia potencial elástica em energia cinética, corrida eletrostática, carro ratoeira e ação e reação.

Na Robótica, foram apresentados os carros autônomos, robôs de combate e a velocidade relativa. Em paralelo, o Pense Matemática trouxe desafios e a aplicação do raciocínio lógico. E, no auditório, havia uma oficina sobre a evolução do vídeo game!

Para finalizar com chave de ouro, não poderia faltar o bazar do Terceiraço, que tratou da sustentabilidade a partir do projeto de empreendedorismo “aproveitando roupas”. Acompanhado pelo food truck e com a venda de deliciosos doces, o bazar foi um sucesso!

Confira as fotos em: https://www.flickr.com/gp/colegioicj/3Nn7MS

Alunos ICJ premiados na OBA

Alunos do Ensino Fundamental II e Ensino Médio ICJ alcançaram excelentes resultados na prova da Olimpíada Brasileira de Astronomia.

Vinte e três jovens se destacaram na competição e conquistaram medalhas de ouro, prata e bronze.

Dentre eles, o estudante Gabriel Mancosu, do 9º ano, tirou nota máxima na prova e foi considerado um dos melhores do Brasil. Com isso, foi selecionado para participar da etapa internacional da olimpíada.

Todos do ICJ estão muito orgulhosos com o feito dos alunos e parabenizam pelo esforço e dedicação!

 

Confira todos os alunos premiados:

OURO

– Gabriel Drumond Mancosu – 9º ano

– Gabriel Lucas da Silva Santos – 7º ano

– Letícia Canesso de Oliveira Agostini – 7º ano

– Matheus Antônio Giffoni Roland de Souza – 8º ano

– Matheus Assis Maia – 7º ano

 

PRATA

– Ana Carolina Martins Alvim – 8º ano

– Cássio Moura Farinelli – 7º ano

– Daniel Gomes Pereira – 6º ano

– Mateus Dias Andrade – 6º ano

– Pedro Garcia Ribas – 8º ano

– Rafael Braga Araujo Moraes -7º ano

– Alice Parreira Campos – 2º ano Ensino Médio

 

BRONZE

– Caio Fernandes Innecco – 7º ano

– Daniel Cristo – 7º ano

– Gabriel Ângelo Cardoso Silva – 7º ano

– Gabriela Oliveira Novais – 7º ano

– Henrique Castro Parma – 6º ano

– Jéssica Marques Fialho – 9º ano

– Letícia Barbosa Simões – 8º ano

– Letícia Soares Barbosa – 6º ano

– Lorena de Almeida Felizardo – 7º ano

– Pedro Augusto Azeredo Antunes – 9º ano

– Ronald Rodrigues Souza Nunes – 7º ano