Aula De Matemática – Trabalho com Artes Indígenas

Os alunos do 2º ano, das professoras Solange e Rareany, participaram de uma atividade interdisciplinar. Na aula de matemática, aprenderam sobre as artes indígenas e sua relação com a geometria. Na aula de artes, eles confeccionaram pulseiras com tiras de papel branco, criando padrões e sequências.

Foi demonstrado que artes e matemática sempre estiveram conectadas. Conceitos como proporção, simetria e perspectiva são fundamentais nas artes plásticas, por exemplo. Além disso, os artefatos indígenas, como bijuterias, cestarias e até mesmo as pinturas corporais possuem formas e figuras geométricas.

Os alunos se divertiram muito com a atividade! Para acessar as fotos dos trabalhos prontos, clique aqui!

Projeto Contação de Histórias

Os alunos do 1º ano do Ensino Fundamental I tiveram o primeiro dia do projeto de Contação de Histórias. De 15 em 15 dias, eles terão a oportunidade de conhecer novas histórias dos mais diversos gêneros, autores e personagens. A proposta é estimular a criatividade e o lado lúdico das crianças, traços importantes em seu desenvolvimento.

Como dia 22 de agosto é celebrado o Dia do Folclore, esse foi o tema escolhido para o mês. As turmas puderam aprender um pouco mais sobre os personagens típicos, como o Saci, Curupira e o Bumba-Meu-Boi, como também suas características.

As auxiliares Débora e Ana Cristina ficaram responsáveis pela contação nesse primeiro dia. Elas relatam que os alunos amaram o momento e estão ansiosos para saber qual será a próxima história escolhida.  Posteriormente, as turmas do 2º ao 5º ano também farão parte do projeto.

Quer descobrir mais sobre o projeto? Clique aqui e acesse o álbum de fotos no Flickr!

2º Encontro Junino do Colégio ICJ

Por tradição, o sexto mês do ano é marcado pelas “comemorações juninas”, que geralmente são bem animadas, divertidas e organizadas com empolgação e entusiasmo. A ornamentação do espaço, as danças típicas, a fogueira, as brincadeiras e as barraquinhas com deliciosos alimentos juninos fazem toda a diferença. Sem dúvida, as comemorações do mês de junho são sempre muito alegres, principalmente no Colégio ICJ, pois, aproveitamos a oportunidade para reunir, com amor, toda a família ICJ.

Contudo, desde o ano de 2020, pelo cenário que estamos vivenciando, pensamos em um formato diferente para não deixarmos passar em branco essa data comemorativa e, é claro, proporcionar também um pouquinho de cultura e positividade aos alunos. Pensando nisso, realizamos na última Sexta-Feira, dia 11, nosso Segundo Encontro Junino. O evento foi realizado virtualmente e contou com a participação de alunos, familiares, professores e funcionários. Para as crianças que já frequentam a escola presencialmente, na Educação Infantil, o Encontro foi realizado também de forma presencial, com muitos sorrisos e alegria no ambiente escolar.

No espaço virtual, o evento foi conduzido pela equipe de Educação Física, fazendo a marcação de danças, promovendo brincadeiras e fazendo com que os alunos se movimentassem em casa. A programação estava recheada de jogos típicos e que faziam referência à festividade: desfile de trajes juninos, quiz sobre festas juninas realizadas pelo Brasil e confecção de lanterna junina foram algumas das atividades realizadas durante o evento virtual.

Já na Educação Infantil, com os alunos do formato presencial, as professoras realizaram atividades sobre a temática, em diversos ambientes do Colégio e respeitando todos os protocolos sanitários. As crianças que participam apenas do Ensino Remoto também puderam aproveitar todas as atividades, com a transmissão simultânea.

Infelizmente ainda não pudemos realizar a tradicional Festa Junina do ICJ, como é realizada anualmente com muito entusiasmo e alegria. Mas mesmo assim, contando com a participação de todos, nosso Arraiá “Dendicasa” foi bem animado. Estamos confiantes de que nosso próximo Encontro Junino será ainda melhor, com todos juntos novamente, no ambiente presencial escolar.

Para ver algumas fotos do nosso Encontro Junino, acesse o nosso Flickr clicando aqui!

Para ver uma parte de nossa transmissão ao vivo, com a marcação realizada pela Equipe de Educação Física, clique aqui!

Colégio ICJ promove Catequese para alunos do Ensino Fundamental

O Colégio ICJ oferece, anualmente, a catequese para aqueles alunos que possuem o interesse em realizar a Primeira Eucaristia. Em 2021, as aulas estão acontecendo em um modelo virtual, pela Plataforma Zoom, e tiveram início em Abril. O curso conta com a participação de alunos do 5º, 6º e 7º ano do Ensino Fundamental, que estão participando com muito entusiasmo e orientados pela catequista Viviane Saldanha.

A Catequese significa a educação para a fé. Durante as atividades, as crianças reforçam e aprofundam os bons ensinamentos da família, florescendo e dando bons frutos, entendendo sobre os valores humanos fundamentais. Alguns encontros também são realizados entre os pais e o Padre Valdioney, da Paróquia São Vicente de Paulo. Estes momentos são considerados únicos e de comunhão entre família, catequizandos, escola e Igreja.

A Primeira Eucaristia será realizada em 2022, quando os alunos receberão a hóstia, afirmando o vínculo com Cristo, a caridade e o amor ao próximo.

Projeto Foco nos Estudos 

O Projeto Foco nos estudos é desenvolvido pelo SOE juntamente com a Coordenação Pedagógica do Colégio ICJ, a fim de facilitar o aprendizado e incentivar o hábito de estudo dos alunos do Ensino Fundamental I ao Ensino Médio. Para isso, ele se baseia em identificar a área mais desenvolvida do aluno, seja ela auditiva, visual ou cinestésica e, após identificá-la, demonstrar métodos de estudos que favoreçam esse estudante. O conhecimento se torna mais fácil quando desenvolvido pelo campo de maior facilidade, desde que praticado cotidianamente. 

O projeto tem como objetivo orientar sobre a importância dos estudos diários, enfatizando que essa necessidade não precisa ser sanada de maneira chata e tampouco estressante. Por isso, identificar o melhor método de estudo para cada estudante é fundamental. Para colocar em prática, é realizado, sempre no início do ano letivo, um teste de percepção, baseado em 10 perguntas objetivas sobre cada canal de aprendizado (visual, auditivo, cinestésico) e uma palestra informativa sobre o assunto. 

Ao fim desses processos, o aluno que precisar de maior auxílio para se organizar pode recorrer ao SOE e/ou Coordenação Pedagógica, já que sentir-se amparado é tão importante quanto as práticas de estudo.

A imagem em destaque relembra o Projeto Foco Nos Estudos realizado em 2019, durante as aulas presenciais.

Abayomi. A história da boneca africana

O 3º ano A EFI iniciou, no dia 20 de novembro, um momento reflexivo sobre o Dia da Consciência Negra. Os alunos trabalharam a história da boneca africana Abayomi, que é produzida a partir de retalhos de pano. Antigamente, nos navios negreiros, as mulheres tiravam retalhos de suas próprias roupas e faziam tranças e nós para dar vida à boneca. Assim, as crianças paravam de chorar e se acalmavam.

Abayomi, termo que significa “Encontro precioso”, é feita sem costura, demarcação de olho, nariz e boca, o que facilita o reconhecimento das múltiplas etnias africanas. Durante a atividade, os estudantes tiveram a oportunidade de confeccionar suas próprias bonecas e se interessaram em aprender um pouco mais sobre essa data tão importante.

Clique aqui para ver algumas das bonecas confeccionadas! 

As famílias também fazem parte do Projeto Transição

O Projeto Transição, que reuniu as professoras do 1º ano EFI e os alunos do 2º período,  com o intuito de tranquilizar as crianças em relação à nova etapa de ensino, também proporcionou um momento de interação entre os pais. Durante o encontro, foi apresentada a proposta pedagógica e rotina do 1º ano do Ensino Fundamental I.

Juntos, professores, coordenação e pais construíram um painel, através de um aplicativo, com alguns dos desejos para os filhos, como saúde, alegria, brincadeiras e abraços. O Projeto Transição, além de proporcionar tranquilidade aos alunos, também tem o objetivo de proporcionar e marcar, carinhosamente, a passagem das famílias da Educação Infantil ao Ensino Fundamental.

Projeto Transição – Rumo ao 1º ano EFI

O Projeto Transição, que acontece anualmente com os alunos do 2º período da Educação Infantil, foi realizado na última semana, virtualmente. A ação tem como finalidade tranquilizar as crianças em relação à nova etapa de ensino, rumo ao 1º ano do Ensino Fundamental I. Durante a atividade, os alunos são recebidos por suas professoras e por aquelas que farão parte do dia a dia do próximo ano, de uma forma muito especial, com muito carinho, diversão e aprendizado.

Neste ano, a brincadeira “Afunda e flutua” foi realizada pelas professoras, utilizando objetos presentes em casa e provocando a curiosidade dos pequenos. Davi Nunes, aluno do 1º ano B EFI, gravou um vídeo para falar sobre sua experiência, as brincadeiras e atividades que podem ser realizadas pela turma. Em seguida, a Equipe de Educação Física do Colégio ICJ também realizou uma caça ao tesouro, com materiais de Higiene Pessoal.

Um tour virtual também foi realizado, identificando os espaços do colégio e tudo o que pode ser realizado ali. Dessa forma, os alunos começaram a ser introduzidos em um novo ambiente, para tranquilizá-los sobre o que os espera no próximo ano. As crianças ficaram muito alegres, cheias de expectativa e, para finalizar, tiveram um tempo para mostrar seus brinquedos e animais de estimação. Em um outro momento, os pais também tiveram um encontro on-line, para uma apresentação sobre a proposta pedagógica e rotina do 1º ano EFI.

A democracia está nos pequenos gestos

Em uma atividade de Geografia, os estudantes do 5º ano B EFI produziram uma bandeira para representar a turma. Estudando sobre a importância da bandeira e a representação de espaços e características locais, cada aluno fez uma produção com as cores e símbolos que expressam a convivência entre os colegas de classe.

Após a atividade, foi realizado uma votação sobre as cinco melhores bandeiras e a partir disso foi feita uma nova votação para decidir sobre aquele que representaria a turma do 5º ano B EFI. De acordo com Júlia Eduarda, responsável pela bandeira vencedora, as cores escolhidas (vermelho, azul e amarelo) representam amor, inteligência, felicidade e criatividade, características essenciais de sua turma.

A professora Flávia Nappi comenta que a ação foi interessante e possuiu alto engajamento entre os alunos, que puderam perceber a necessidade de votar com respeito, cuidado e democracia. Mesmo aqueles que não tiveram suas bandeiras escolhidas para a votação final ficaram animados e tiveram oportunidade de exercer seu direito de voto.