Curso Educação Financeira (para jovens e adultos)

O endividamento das famílias brasileiras é uma realidade. Em janeiro/2020, 65,3% da população brasileira encontrava-se endividada. Entre as principais dívidas estão o cartão de crédito, carnês, financiamento de carro. Além disto, 23,8% dos endividados têm dívidas em atraso e 9,1% não terão como pagar (Fonte: cnc.org.br).

O brasileiro passa também por constantes alterações na legislação previdenciária que está associada à maior expectativa de vida. Em 1940 a expectativa média de vida ao nascer era de 45,5 anos e em 2018 subiu para 76,3 anos (Fonte: Agência Brasil, 2019).

As famílias em parceria com a escola objetivam orientar os jovens, mas é muito comum que estes, ao lidarem com o dinheiro, gastem acima do orçamento e se endividem. Dados da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) aponta que 46% dos jovens brasileiros com idade entre 25 e 29 anos, estão inadimplentes e que apesar de, em geral, ainda residirem com os pais e não terem despesas com moradia, o endividamento ocorre por não questionarem o custo do crédito e por serem influenciados pela mídia, consumindo pela necessidade de inclusão (Fonte: Educa Mais Brasil, 2019).

É eminente que estejamos preparados para consumir de forma responsável e nos proteger, garantindo qualidade de vida no presente e no futuro.

O Colégio ICJ abre espaço para curso de Educação Financeira para jovens e adultos, com 7 horas/aula, com enfoque diferente entre os grupos. As aulas serão semanais, no próprio colégio, a iniciarem no dia 07/04/2020, conforme cronograma abaixo:

 

A – CURSO DE EXTENSÃO EM EDUCAÇÃO FINANCEIRA (JOVENS)

Público: jovens de 12 a 20 anos (alunos do Colégio ICJ)

Horário: das 13h às 14h

Local: Auditório do Colégio ICJ

Período de realização: abril e maio/2020 – 7 encontros nas datas: 7,14 e 28/04; 5, 12, 19 e 26/05

Conteúdo:

  • A moeda: como surgiu, como foi representada, sua função, as diferentes moedas, sua valorização e desvalorização e seu caráter fiduciário;
  • As Criptomoedas: o que são, oportunidades e ameaças;
  • Cartão de crédito como meio de pagamento, como usá-lo, oportunidades e ameaças;
  • Poupança: o que é poupança, porque e como poupar, os intermediários financeiros e o Banco Central, onde investir, riscos e oportunidades;
  • Construir o futuro: planejamento, orçamento e controle como caminho para o sucesso financeiro;
  • Os impostos e o Governo;
  • Aposentadoria: Previdência pública (INSS) e Previdência Privada;
  • Simulações de investimentos: Ações, Certificados de Depósito Bancário, Fundos de Investimentos, Títulos Públicos e Privados;
  • O valor do dinheiro no tempo: inflação, juros simples e juros compostos;
  • O crédito: oportunidades e riscos e
  • Como abrir uma conta corrente.

 

B – CURSO DE EXTENSÃO EM EDUCAÇÃO FINANCEIRA (ADULTOS)

Público: adultos de todas as idades (pais, professores e funcionários do Colégio ICJ)

Horário: das 18h45 às 20h

Local: Auditório do Colégio ICJ

Período de realização: abril e maio/2020 – 7 encontros nas datas: 7,14 e 28/04; 5, 12, 19 e 26/05

Conteúdo:

  • A moeda: sua valorização e desvalorização e seu caráter fiduciário;
  • As Criptomoedas: o que são, oportunidades e ameaças;
  • Cartão de crédito como meio de pagamento, como usá-lo, oportunidades e ameaças;
  • O crédito: oportunidades e riscos.
  • Endividamento: quando fazê-lo e como livrar-se dele;
  • O valor do dinheiro no tempo: inflação, juros simples e juros compostos;
  • Construir o futuro: planejamento, orçamento e controle como caminho para o sucesso financeiro;
  • Poupança: o que é poupança, porque e como poupar, os intermediários financeiros e o Banco Central;
  • Onde investir, riscos, oportunidades e garantias;
  • Opções de investimento: Características, riscos, garantias, tributação dos diversos tipos de mercado (Ações, Certificado de Depósito Bancário, Títulos Públicos e Privados, Fundos de Investimentos).
  • Aposentadoria: Previdência pública (INSS) e Previdência Privada (VGBL/PGBL).

 

>>INVESTIMENTO

O investimento é de R$140,00 por pessoa, por curso.  Este valor poderá ser parcelado em até 2 vezes.

 

>>INSCRIÇÃO

A contratação do curso poderá realizada a partir do dia 24/03/20, diretamente na Tesouraria do colégio (funcionamento de 2ª a 6ªfeira, das 7h15 às 18h).

 

>>OBSERVAÇÕES

A realização dos cursos está condicionada à contratação de, no mínimo, 6 participantes para cada turma e, no máximo de 10 participantes.

Havendo demanda superior a 10 participantes, estudaremos a viabilização da abertura de mais turmas.

 

>>BREVE CURRÍCULO DA PROFESSORA

Patrícia Metzker Pifano de Melo. Economista, Mestre em Administração, com especialização em Administração Financeira. Docente do ensino superior por 10 anos, com 23 anos de experiência no mercado financeiro, atuando como Gerente em diversas áreas, inclusive na área de investimentos, tanto no mercado local quanto internacional.

 

>>MAIS INFORMAÇÕES

[email protected]

 

>>REFERÊNCIAS

http://agenciabrasil.ebc.com.br/geral/noticia/2019-11/expectativa-de-vida-aumenta-mais-de-tres-meses-e-chega-763-anos

https://www.folhape.com.br/noticias/noticias/educa-mais-brasil/2019/03/20/NWS,99493,70,1296,NOTICIAS,2190-ENDIVIDAMENTO-ENTRE-JOVENS-MILHOES-BRASILEIROS-ENTRE-ANOS-ESTAO-INADIMPLENTES.aspx

http://cnc.org.br/editorias/economia/noticias/endividamento-das-familias-cresce-pelo-nono-mes-consecutivo

 

Práticas sustentáveis para um futuro melhor

A Sustentabilidade é o termo utilizado para ações que visam suprir necessidades humanas atuais, sem comprometer as futuras gerações. Sendo assim, propõe-se utilizar recursos naturais de forma consciente, para que se mantenham no futuro.

As escolas, por serem consideradas influenciadoras de opinião de crianças e adolescentes, devem se envolver nas necessidades do mundo atual, como os relacionados à sustentabilidade. Porém, é preciso haver, além da influência, uma coerência lógica entre discurso e prática.

O Colégio ICJ busca ser cada vez mais consciente em suas ações e coerente com os valores que transmite. Sendo assim, participa de projetos que diminuem o impacto negativo no meio ambiente, envolvendo alunos, equipe administrativa e pedagógica.

Possui, por exemplo, contrato com uma Fazenda Solar, pioneiras no Brasil no mercado de painéis fotovoltaicos. A empresa possui lotes de placas solares que geram energia elétrica, limpa e renovável, a partir do sol, além de economizar na conta de luz.

Outra ação que foi implementada é a captação e reaproveitamento da água de chuva, um recurso natural de nosso alcance. A escola possui uma estrutura composta por coletores de água, que a direcionam para um reservatório. É importante ressaltar que aproveitamento ocorre apenas para uso não potável, destinado à rega de jardins, lavagem de pátios e outros espaços.

A partir de fevereiro de 2020, toda a equipe administrativa e pedagógica fará a substituição dos copos descartáveis utilizados no ambiente de trabalho por canecas, individuais, de inox. Não serão consumidos e descartados no meio ambiente cerca de 82 mil copos plásticos por ano e o acúmulo desnecessário de lixo será evitado.

A ação mais recente do colégio é a utilização de tecido produzido a partir da reciclagem de garrafas PET, para a confecção das camisas de uso diário do novo uniforme escolar. A ideia é oferecer um produto ecologicamente correto e que evite usar produto virgem, que demora anos para se decompor na natureza. 50% do fio é reciclado, os outros 50% são de algodão. Essa mistura faz com que o uniforme não deixe o conforto de lado e mantenha a qualidade e durabilidade. Com essa iniciativa, cerca de 2000 garrafas PET serão retiradas do meio ambiente por ano.

O Colégio ICJ reitera sua preocupação com a sustentabilidade e faz questão de participar de projetos que ajudem o meio ambiente, para um futuro melhor.

Hora Cívica e Entrega de certificados dos Alunos Destaque

Hoje, dia 21 de fevereiro, foi realizada a Hora Cívica no Colégio ICJ. Os alunos do Ensino Fundamental II e Médio refletiram sobre um tema muito importante, o respeito. De origem latina, o termo respectus trata de um tipo de sentimento positivo, referente à ação de admitir a diferença.

A escritora Edna Frigato é assertiva quando diz “Aceita o teu próximo como você quer ser aceito / Respeita-o como você quer ser respeitado / Entenda-o como você quer ser entendido / Olha-o como você quer ser olhado / Ouve-o como você quer ser ouvido / Seja gentil com ele, diga só o que você gostaria de ouvir / A primeira lei da vida é o respeito”.

As alunas Ana Carolina Martins e Graziela Profeta Guimarães, do 1º ano do Ensino Médio, foram convidadas a recitar o poema autoral “RESPEI(TE)”, representado abaixo na matéria . Além delas, Bruna Rezende Gomes, do 7º ano do Ensino Fundamental II, cantou a música “Respeito às diferenças”, de Eleni Freire.

Imbuídos pela reflexão sobre o tema, foi dado início a campanha Antibullying do Colégio ICJ, que tem como lema “Bullying, estou fora!”. As soluções para combater atitudes agressivas e intencionais não são simples, mas o respeito e a empatia, comentados durante a manhã de reflexão, são os pontos iniciais para combater o problema.

Para fechar a Hora Cívica, foi feita a entrega dos certificados do Aluno Destaque de 2019. Os alunos homenageados foram contemplados, individualmente, com uma bolsa de estudos, graças à dedicação e seriedade com a missão e valores do Colégio ICJ. Os pais dos Alunos Destaque também fizeram parte da entrega do certificado e comemoraram a homenagem junto aos filhos.

Parabenizamos os alunos, educadores e as famílias, pois este resultado foi conquistado graças ao empenho e dedicação de cada um.

Poema “RESPEI(TE)”, das alunas Ana Carolina Martins e Graziela Profeta Guimarães:

Respei(te)

É a mesma história de sempre

Respeito

Muito falado

Pouquíssimo praticado

 

Eu e você não somos audiência para o desrespeito.

O respeito é como um instrumento para a paz

Eu como mais uma pessoa no mundo espero e anseio por ele.

Ele me mantém digna.

 

Você aqui

O outro lá

Às vezes respeito é apenas

Cada um no seu lugar

Então me fale: por que o mal a outrem faria bem?

Vivemos em sociedade

e isso não vai mudar

Por que do outro a mão soltar?

 

O gosto alheio

As diferentes escolhas

Não apenas aceitar

mas entender

Que, apesar de vivermos em conjunto,

Cada um de nós é um universo

 

O outro, o outro, o outro

E onde entra você?

 

Suplico então que olhemos para baixo e respiremos fundo para sentir nosso coração.

O seu coração também anseia por respeito?

 

Às vezes ele anseia por silêncio

Há também as horas que ele implora para você ser tudo o que você é, para viver sua essência.

E essa voz interna te convida para dançar junto com o seu ritmo.

Te convida a sorrir na hora em que você sentir que deve.

Te convida a falar quando seu corpo não conseguir mais se expressar pelo silêncio.

Enxergar tudo isso é,

além de entender os outros,

Se entender

E assim

Respeitar a ti próprio acima de tudo.

Para saber mais sobre os Alunos Destaque de 2019, acesse o link: https://www.colegioicj.com.br/alunos-destaque-2019/

Para ver as fotos de tudo o que aconteceu na Hora Cívica, acesse o link: https://www.flickr.com/photos/colegioicj/albums/72157713197979287

 

Aprovados 2020

Os alunos do Colégio ICJ foram muito bem nos resultados das diversas faculdades de Minas Gerais e até mesmo de São Paulo! As aprovações de 2020 mostram que os alunos e equipe pedagógica fizeram muito esforço e obtiveram  aprendizado para a vida. Confira:

Alice Parreiras Campos: Engenharia Química – USP

Ana Paula Dias Alves Oliveira: Medicina Veterinária – PUC Minas

Camila Jordana Figueiredo de Oliveira: Medicina Veterinária – Newton Paiva

Eduardo Gil Santos: Arquitetura e Urbanismo – PUC Minas

Evelyn Karolayne Rezende Chaves: Publicidade e Propaganda – PUC Minas

Giovanna Gonçalves Maia: Design de Ambientes – UEMG

Isabella Cerqueira Mourthé: Medicina – UFMG

Isadora Reis de Souza: Engenharia Metalúrgica – UFMG

João Gabriel Mendes Barbosa: Arquitetura e Urbanismo – PUC Minas

Júlia de Melo Borges: Relações Internacionais – PUC Minas & Estética e Cosmetologia – Newton Paiva

Kevyn Douglas Dias Silva: Engenharia de Minas – UFMG

Laura Nogueira de Almeida: Arquitetura e Urbanismo – UFOP

Mariana Borelli Pereira: Administração Pública – Fundação João Pinheiro

Pedro Marcos Siqueira de Castro Santos: Direito – Dom Helder Câmara

Nós, do Colégio ICJ, desejamos muito sucesso na nova etapa que se inicia.

Reunião administrativo e pedagógica

No primeiro sábado de fevereiro de 2020 foi realizada uma reunião com todos os funcionários e professores do Colégio ICJ. O objetivo da reunião, que tinha como tema a felicidade, era alinhar as ideias que serão desenvolvidas ao longo de 2020 e mostrar os resultados obtidos em 2019.

Uma ação que foi divulgada e recebeu muitos elogios foi a substituição dos copos descartáveis por canecas de inox, para a equipe administrativa e pedagógica do colégio. A partir do dia 17 de fevereiro, não serão mais disponibilizados copos descartáveis para os funcionários, evitando o uso de cerca de 82 mil copos por ano.  Todos receberam uma caneca inox, para uso individual.

O ponto alto da reunião foi a palestra Happy & Fullest, com a assessora do Sistema Bernoulli, Vanessa Santos. A palestra tinha como finalidade incentivar a todos, em uma sistematização de um plano individual para a felicidade. Não basta apenas pensar no que se deseja e pretende fazer, é preciso ir para a prática.

Dessa forma, um desafio foi proposto: Os funcionários e professores precisam enviar uma mensagem a três colegas de trabalho, sorteados no dia, e fomentar a comunicação e a proximidade entre todos. Além disso, o mês de fevereiro será um momento de desafiar a si mesmos, fazendo algo que há muito tempo pensam em fazer, mas que por algum motivo deixaram para depois.

2019 foi um ano de muitas mudanças, realizações e expectativas alcançadas. O Colégio ICJ deseja que 2020 seja ainda melhor! Esperamos alcançar nossos objetivos porque, afinal, como discutido na reunião, é preciso não apenas querer, mas ir em busca dos resultados. Desejamos um ótimo ano a todos, repleto de muitas conquistas!

Substituição de copos descartáveis por canecas de inox

O Colégio ICJ, consciente das causas ambientais e questões sustentáveis, iniciou uma ação com funcionários e professores para reduzir a produção exacerbada de lixo. A partir de hoje, dia 17 de fevereiro, não serão mais disponibilizados copos descartáveis no ambiente de trabalho. Para isso, toda a equipe recebeu, individualmente, uma caneca de inox, fazendo com que a substituição seja realmente efetiva.

Nesse sentido, serão poupados 82 mil copos descartáveis por ano, e evitaremos o acúmulo desnecessário de lixo. É inegável que, além da economia ambiental, o financeiro também será afetado positivamente.

Para Cláudia Abreu, coordenadora de Recursos Humanos do colégio, a iniciativa da substituição de copos descartáveis por canecas era algo discutido há um tempo, principalmente entre professores. A ideia se concretizou e a adesão, antes mesmo do dia oficial para a troca, já é alta por toda a equipe.

Segundo ela, a ação atua na consciência: “Você não se limita apenas ao copinho descartável e começa a pensar em todas as outras maneiras para ajudar o meio ambiente. Não adianta fazer o movimento das canecas e continuar tendo outras ações não condizentes”.

Até o momento, a iniciativa ocorre apenas com a equipe de funcionários e professores, mas afeta também os alunos, que são influenciados indiretamente pela ação. Principalmente os professores, em sala de aula, são capazes de inspirar os estudantes a terem práticas sustentáveis.

Cultura Maker

A manutenção de um cotidiano escolar para estimular crianças e jovens a terem autonomia, a cuidarem de si mesmos e a se gostarem é fundamental e desafiador para educador e estudantes. A ”cultura maker” é um processo para aumentar o respeito à diversidade e contribuição para melhor elaboração da autoestima e autoconfiança.

A proposta tem sido implantada nas diversas áreas do conhecimento, em decorrência das mudanças estabelecidas pela Base Nacional Comum Curricular (BNCC), incentivando os alunos do Ensino Fundamental ao Médio a participarem dos projetos de criação. O foco é os jovens entenderem que são capazes de consertar, construir e, principalmente, criar.

É cada vez mais necessária experimentação para tornar o aprendizado ainda mais significativo para o estudante e para a sociedade, desenvolvendo competências essenciais, como a criatividade, autonomia e empatia. A adoção desse processo por diversos colégios substitui parte das aulas teóricas por experimentais, estimulando os alunos a entenderem os aspectos que envolvem um processo de criação. A ”cultura maker” é uma maneira rica de solucionar alguns problemas enfrentados pela educação, como a desmotivação, o uso de técnicas consideradas antiquadas e a pouca relação do que se aprende na teoria com o cotidiano.

Já é tempo de acabar com o estigma que a sala de aula é um ambiente monótono. A ”cultura maker” no Colégio ICJ, por exemplo, é uma realidade e, recentemente uma das ações foi a criação dos novos uniformes para 2020. Os alunos se envolveram diretamente no processo de criação, pesquisa e desenvolvimento dos modelos que serão adotados a partir de 2020. O tema desse maker tem o interesse direto dos estudantes, pois trata-se da escolha da roupa que vão usar. Eles conversam em sala de aula para levantar ideias e sugestões sobre expressão gráfica e maneiras de se expressar com o vestuário, ampliando o conhecimento. A situação é o momento em que todos aprendem sobre diversos conceitos, como moda, indústria têxtil e indústria circular, matérias primas, revolução 4.0 e tecnologia.

Quando um estudante é incentivado a explorar sua criatividade, a buscar por novos conhecimentos, a autonomia é incentivada, cria-se uma independência rica, e o impacto disso é a democratização do conhecimento. A escola fica muito mais interessante quando se torna um ambiente colaborativo de aprendizagem, com maior interação entre os estudantes e professores no processo de ensino-aprendizagem, algo inerente à proposta das metodologias ativas de ensino.

Missa em Ação de Graças do 3º ano do Ensino Médio

A missa em Ação de Graças pela conclusão do Ensino Médio aconteceu na última quarta-feira, dia 4, e contou com a presença dos diretores, professores, funcionários, familiares e alunos do 3º ano do Ensino Médio. A Celebração ocorreu na Igreja Nossa Senhora de Fátima.

Desejamos muita felicidade e sucesso nesta nova etapa, o Colégio ICJ sempre estará de portas abertas para todos os alunos, para nos visitar-nos.

Para ver as fotos, acesse o Flickr do Colégio:

e29ccf86-e26a-4223-a864-bffd6f7b25be

‘Cultura Maker’ inova aprendizagem

O Portal O contorno de BH divulgou uma matéria, dia 28 de dezembro de 2019, sobre a proposta da Cultura Maker, que vem inovando a aprendizagem nas escolas.

A autora, Daniela Pérez, é gestora de Relações Institucionais do Colégio ICJ e conta sobre esta nova proposta, que tem sido implantada em decorrência das mudanças estabelecidas pela Base Nacional Comum Curricular (BNCC).

Confira a matéria pelo link: http://www.ocontornodebh.com.br/index.php/2019/11/28/cultura-maker-inova-aprendizagem/

Exercitando a cidadania

 

Como forma de exercitar a cidadania, as turmas do 3º ano do Ensino Fundamental organizaram e participaram de uma eleição. O objetivo era fazer com que os alunos entendessem sobre o processo democrático, conteúdo estudado principalmente nas aulas de história.

Os candidatos foram escolhidos e fizeram campanhas juntamente com um comitê eleitoral, além de confeccionarem todo o material, como cédulas, urna e título eleitoral e a contagem e apuração de votos, participando ativamente de todo o processo.

Para ficar por dentro do que aconteceu, acesse o link do Flickr:

00be0bcf-22fc-45a9-bb50-d81ec4249469