Aprender a aprender

A aprendizagem é uma ação dinâmica, diversificada e contínua, que se concretiza através da interação social de forma espontânea ou planejada.  O ato de educar é uma ação que acontece através do exemplo, do estímulo, do aguçar a curiosidade, do promover interesse pelo saber e consequentemente de sentir a necessidade de explorar, experimentar e identificar o gosto de aprender cada vez mais.

O processo de ensino e aprendizagem não deve ser considerado algo simples, inclusive, é uma atuação complexa que envolve uma série de questões, tanto ligada ao sistema cognitivo, como no próprio interesse de cada um, ou particularidade, valor, desejo e vontade. Neste contexto, o professor tem a função fundamental no desenvolvimento do educando, pois, contribui de forma significativa para o desenvolvimento da aprendizagem, servindo de mediador na conscientização e busca do sentido da importância do ato de aprender. Desse modo, devemos entender que o aluno é um ser ativo, construtor do seu próprio conhecimento e, nesse processo, deve ser respeitado em suas particularidades, individualidades e desenvolvimento natural.

Uma questão fundamental para a educação atual consiste na necessidade de estimular o aprender a aprender, enfatizando a aprendizagem humana que acontece de forma processual e contínua. O aprender a aprender é condição essencial no processo de valorização do educando como um pesquisador ao longo de toda a sua vida, como ser autônomo, livre, ativo e participativo na sociedade da qual ele faz parte.

Dessa forma a aprendizagem está ligada à valorização das potencialidades e singularidades de cada um, a atividade do sujeito diante dos desafios propostos pela situação de ensino e à mediação do outro. O sujeito é social e ativo em seu meio cultural. Para Bossa (2000), atualmente a Psicopedagogia trabalha com o conceito de aprendizagem que conduz a uma visão de homem como sujeito ativo num processo de interação com o meio físico e social. Nesse processo, participa um equipamento biológico com disposições afetivas e intelectuais que interferem na forma como o sujeito se relaciona com o meio. Essas disposições influenciam e são influenciadas pelas condições socioculturais do indivíduo e do seu meio.

A aprendizagem não pode ser considerada estática, o conhecimento está em constante transformação, e é necessário adaptarmos e acompanharmos as mudanças na busca pelo conhecimento, para que não nos tornemos ultrapassados. Dessa forma, o aprender a aprender é uma habilidade incessante e inerente ao ser humano que está em constante busca de conhecimentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *