De olho no ENEM: Aulão sobre os conflitos atuais

Mais um aulão foi realizado entre professores e alunos da 3ª série do Ensino Médio, com foco no ENEM! Desta vez, foram trabalhados os conflitos atuais da Ásia, Oriente Médio e América Latina por uma vertente histórica. Érika Vilas Boas, professora de História e Sociologia do Colégio ICJ, contou com a presença e apoio do convidado Carlos Bastani, professor da rede particular e municipal de Belo Horizonte. 

Érika comenta que o aulão foi muito proveitoso, com engajamento dos alunos, que apresentaram argumentos sólidos e tiraram várias dúvidas sobre o tema proposto. Os estudantes, animados com a temática, enviaram muitos feedbacks para a professora agradecendo pela aula e pedindo a apresentação de novos conteúdos.

Aprovados 2021

Entendemos que 2020 foi um ano de muitos desafios, mas também de muito esforço. Os estudantes da 3ª série do Ensino Médio foram muito bem nos resultados de diversas faculdades e deram um show! As aprovações mostram que, mesmo diante das dificuldades do ensino remoto, alunos e equipe pedagógica superaram os obstáculos. Confira:

ANDRÉ LERON GONÇALVES CARVALHO: Educação Física – Faculdade Pitágoras

EDUARDA CAVALCANTI NEVES: Direito – Milton Campos / Dom Helder / UniBH

GABRIELA LEAL FERREIRA: Biomedicina – PUC Minas / UniBH

MARINA FÉLIX BARBOSA: Odontologia – PUC Minas / Newton Paiva

MATHEUS CERQUEIRA MOURTHÉ: Psicologia – UniBH

RAFAEL VILELA PADILHA CLARK: Ciência da computação – PUC Minas

SOFIA ALBUQUERQUE MOURA: Agronomia – UniBH

Desejamos imenso sucesso a todos os nossos alunos!

Confira os Aprovados:

Matheus

 

Debate sobre “O dilema das redes”

Nos dias 12 e 13 foram realizados debates sobre o documentário “O Dilema das redes”, durante as aulas de Língua Portuguesa, com a professora Alexsandra Sousa. A atividade, que foi realizada com todos os alunos do Ensino Médio, abordou principalmente sobre a necessidade de aprender a lidar com as armadilhas das redes sociais. Somos usuários, produtos ou consumidores?

O debate demonstrou uma relação muito íntima dos alunos com o tema, em articulação com as competências apresentadas pela BNCC que explicitam a necessidade de o currículo conciliar conteúdo próprio da área e temas cotidianos que dotem o aluno de conhecimentos que o permitam se posicionar criticamente. A discussão explicitou as estratégias das instituições do Vale do Silício em criar algoritmos capazes de manipular, criar comportamentos e reconduzir valores a fim de atingir o objetivo de toda empresa – lucrar.

Os alunos conseguiram estabelecer essa relação e ponderaram que as redes não são totalmente positivas ou negativas. Demonizá-las não solucionará a questão. É preciso educação virtual e conhecimento sobre  as leis que garantem e asseguram a privacidade daqueles que lidam com redes sociais.

Quer saber um pouco mais sobre a educação para o uso seguro e consciente das redes? Clique aqui!

Confira também nossa dica cultural sobre obras que nos fazem refletir sobre a influência das redes sociais na sociedade. Basta clicar aqui!

O #tbt de hoje relembra o nosso Drive Thru da Alegria!

Hoje é quinta-feira, dia de #tbt e, por isso, queremos relembrar um evento que aconteceu no mês passado, no colégio ICJ: o nosso Drive Thru da Alegria. No dia 8 de outubro, o colégio promoveu este encontro para matar a saudade dos alunos e comemorar o dia das Crianças e o Aniversário de 59 anos do Colégio. Durante o evento, todas as medidas de segurança foram adotadas, para garantir a proteção necessária a todos os participantes, que permaneciam dentro de seus carros e recebiam carinho e uma lembrança especial do colégio. 

Neste momento de muita descontração, as famílias estavam muito animadas ao rever a escola e levaram cartazes com mensagens de carinho a todos os funcionários presentes. O Drive Thru teve o objetivo principal de estreitar os laços de carinho e amizade, principalmente neste momento de muita saudade e contou com a participação de palhaços e muita música, para animar e promover a sociabilidade.

Os voluntários do Projeto Eutrapelia, do Colégio ICJ, apoiaram a Campanha do Hospital da Baleia, para arrecadação emergencial de leite e, durante o evento, arrecadaram muitos litros de leite, com o apoio das famílias. Toda a doação foi recolhida e encaminhada ao Hospital da Baleia, para fazer a diferença na vida de muitas pessoas.

Quer ver as fotos deste encontro de muita alegria? Clique aqui!

Entendendo sobre a persuasão no mundo dos anúncios

A persuasão é um ato comumente realizado na publicidade, para levar os ouvintes e/ou leitores a acreditarem naquilo que se deseja, seja para vender um objeto, uma ideia ou serviço. Os anúncios publicitários, então, usam uma linguagem persuasiva para conquistar e atrair clientes, através de palavras, imagens e cores.

Os alunos do 2º ano do Ensino Médio, estudando a persuasão das propagandas e anúncios nas aulas de redação, da professora Cíntia Combat, foram estimulados a criar anúncios para a venda de um shampoo para pessoas carecas ou um sorvete que não derrete. As ideias sugeridas foram desafiadoras, justamente por serem produtos que não existem no mercado e difíceis de serem produzidos.

Porém, esta era a proposta principal do trabalho: estimular a criatividade dos alunos e questioná-los sobre a persuasão publicitária. Para ver as peças produzidas pelos estudantes, clique aqui.

Projeto Fique Bem em Casa

O Projeto Fique Bem em Casa foi realizado no Ensino Fundamental II e Médio e contou com um período de atividades voltadas para a escuta e trabalho com os sentimentos e emoções dos adolescentes. Nossos alunos, da geração Z, nativos digitais, vivem imersos em um ambiente de fácil acesso à tecnologia e muitas informações disponíveis a cada segundo. No entanto, pesquisas atuais em neurociência no campo da pedagogia e competências socioemocionais apontam para a importância da abordagem da pedagogia afetiva.

Entre as atividades realizadas, estavam as apresentações musicais, com a participação dos próprios alunos do ICJ, momento Pet, em que os estudantes apresentaram seus animais de estimação, homenagem aos colegas que fazem aniversário no primeiro semestre do ano e gincanas de educação Física. Nesta, os professores Daniel Calazans e Elizete Marcatti organizaram uma gincana esportiva que foi realizada remotamente, com o cumprimento de tarefas previamente definidas, objetivando o movimento, raciocínio e criatividade.

Além de tudo isso, os alunos do 7º e 8º anos, que participam do Projeto Eutrapelia, produziram um vídeo para os idosos do Lar Clotilde Martins. A ideia central era transmitir apoio, carinho e tranquilidade aos moradores do Lar, que estão com pouca ou nenhuma visita neste momento de distanciamento social.

O Projeto Eutrapelia nasceu da necessidade de identificação da importância social e pedagógica do voluntariado educativo na ótica do Protagonismo Juvenil. Alinhado à proposta pedagógica voltada para uma educação com amor, o projeto incentiva o estudante a ser protagonista de ações transformadoras e a desabrochar suas habilidades a serviço da comunidade por meio de seus dons e talentos.  O projeto propõe a visitação de uma Instituição por mês, porém, com a necessidade de distanciamento social, foi necessário a paralisação temporária das atividades.

Veja algumas das atividades realizadas, clicando aqui. 

Descomplicando a língua portuguesa

A gramática da língua portuguesa é o conjunto de regras que indicam o uso mais correto da língua. Suas regras e exceções costumam confundir e angustiar muitos estudantes, que possuem dúvidas não apenas na fala, mas também na escrita.

Para facilitar e abordar os temas de forma menos complexa, mas com o mesmo rigor teórico, a Professora Alexsandra Sousa e os alunos do Ensino Médio estão com o projeto “Descomplicando a língua”. Na semana passada, falamos sobre as atividades produzidas no 1º ano EM (para ler, basta clicar aqui!). E hoje é dia de apresentar as ações do 2º e 3º ano EM, que possuem como foco os elementos da regência e a concordância, consecutivamente. 

Usando abordagens leves, com tirinhas e memes, os alunos foram incentivados a criar posts para publicação em redes sociais. Trazer a realidade dos alunos para o aprendizado na escola é essencial para gerar interesse e engajá-los na construção das atividades propostas.

Quer ver as atividades realizadas pelos alunos? Clique aqui! 

A gentileza nunca sai de moda

A gentileza caracteriza-se como um valor moral, transmitido desde a infância, e que, ao longo dos anos, vai se moldando de acordo com as experiências de cada pessoa. Ser gentil é agir de maneira amável e respeitosa em atos cotidianos de educação e cuidado com os outros. 

O Colégio ICJ preza pela atitudes gentis e que remetem a um bom relacionamento social. No projeto anual de linguagem, que envolve todas as matérias relacionadas a essa área do conhecimento, tivemos como tema, em 2020, a gentileza. Do 6º ano do Ensino Fundamental II ao 3º ano do Ensino Médio, a temática foi tratada em diversos aspectos. 

Veja abaixo as atividades desenvolvidas em cada série e os professores que fizeram parte das ações: 

– 6º ano EFII – Professora Rejane 

Os alunos realizaram um mural digital no padlet, uma ferramenta que possibilita a criação de quadros virtuais para a organização escolar e profissional. Todos foram incitados a se inspirar no livro “Pequeno Príncipe”, de Antoine de Saint-Exupéry, e retirar pensamentos e frases inspiradoras sobre a temática.

 

– 7º ano EFII – Professoras Aline e Raquel

No 7º ano EFII, os estudantes produziram vídeos sobre a prática de atos de gentileza em casa. Ajudar a lavar louças e auxiliar os irmãos nos deveres foram algumas das ações realizadas. Os alunos deveriam falar sobre as atividades tanto em inglês quanto em português, para incentivar o contato com a língua estrangeira. 

 

– 8º ano EFII – Professores Cintia, Andrea e Gustavo

As turmas de 8º ano EFII trabalharam a gentileza no esporte. Entendendo um pouco mais sobre o conceito e o que seria um bom manual da gentileza, os alunos alinharam as ideias ao mundo esportivo. Com isso, cada um produziu uma camisa virtual, para fazer parte da torcida da gentileza, e, em conjunto, um slogan para utilizar em anúncios que vinculem o tema ao esporte.

 

– 9° ano EFII – Professoras Nilvania e Shirley

A partir da leitura do livro de Clarice Lispector, “Laços de família”, os estudantes debateram sobre os novos modelos de família do século XXI, comparando-os àqueles trabalhados na obra de Lispector.

Com a frase “Os laços de família se fortalecem com a gentileza”, nasceu também a ideia de trabalhar a conscientização sobre o tema durante o período de distanciamento social. Pelo fato de o convívio familiar ser maior neste momento, os alunos criaram anúncios publicitários, com o objetivo de fortalecer e promover a gentileza entre os familiares. 

 

– 1ª série EM – Professora Viviane

Neste projeto, a turma foi inspirada pelo profeta da gentileza José Datrino, o pregador urbano, que espalhava mensagens de amor pela cidade do Rio de Janeiro  nos auges dos anos 60.

Divididos em grupos, os alunos ficaram responsáveis por divulgar, nas redes sociais, atos de gentileza praticada com os idosos, moradores de rua, mulheres, em casa, no trânsito, na pandemia e no trabalho. Outro grupo tinha a tarefa de cuidar da parte escrita, com frases de efeito que levassem à reflexão dos leitores. As atividades deveriam ser produzidas tanto em inglês quanto em português. 

 

– 2ª série EM – Professora Alexsandra

O foco desta turma era desconstruir ideias prontas que circulam na internet e geram desconforto em algumas pessoas, são consideradas situações ilegais e/ou práticas de cyberbullying. Entre os temas estavam: Cultura do cancelamento e suas consequências, Representativa e racismo estrutural no cinema, Intolerância religiosa, Violência contra animais, Fake News, Fake news sobre a pandemia e Preconceito.

 

– 3ª série EM – Professora Alexsandra

Os alunos do 3º ano EM foram instigados a entender sobre como o conhecimento científico e teórico contribui para práticas mais éticas e gentis. Um exemplo disso seriam as divulgações de notícias com conteúdo falso, as chamadas fake news, que prejudicam toda uma sociedade ao serem cada vez mais dissipadas. 

Quer ver as atividades realizadas pelas turmas? Clique aqui!

Você também encontra alguns trabalhos aqui:

PROJETO GENTILEZA.TORCIDA – 8º ano EFII

Intolerância Religiosa – 2ª série EM

Corrigindo erros históricos – 3ª série EM

Combatendo as Injúrias Homofóbicas – 3ª série EM

 

Alunos criam conteúdo sobre gramática para rede social

Encontrar maneiras diferentes de ensinar é muito importante e necessário para que o aprendizado se torne mais interessante e dinâmico. Outra habilidade importante, e que precisa estar alinhada, é o “aprender a aprender”: saber não apenas o quê, mas também como estudar, gerenciar as pesquisas e o conhecimento pessoal.

Através das propostas educacionais voltadas para o “aprender a aprender” e “aprender a fazer”, alinhadas à Cultura Maker, os alunos da 1ª série do Ensino Médio foram desafiados a criar produtos leves sobre o conteúdo complexo gramatical. A abordagem deveria privilegiar, ainda que teoricamente, as classes de palavras e o público diversificado das redes sociais.

O trabalho, sob orientação da professora de Língua Portuguesa, Alexsandra Sousa, foi elaborado em grupos. Ao longo de duas semanas, compartilharam os resultados das pesquisas e as descobertas sobre os recursos digitais possíveis de serem utilizados para a proposta do trabalho. As estratégias linguísticas, para a criação dos posts, foram essenciais ao longo do projeto.

Veja alguns dos trabalhos realizados:

Trabalho de Alanis, Bruna, Giovana, Letícia e Nicolle

Trabalho de Ana, Graziela, Isabella, Luíza A e Marina

Trabalho de Daniel, Felipe, Júlia, Giulia e Henrique

Trabalho de Laura, Liane, Natanael, Nicole e Yasmim

Trabalho de Tarsila, Luísa V, Maria, Rodrigo e Carolina

Primeiro aulão online abordou temas sobre repertório sociocultural

O aulão de Redação, História e Sociologia com tema “Estratificação e mobilidade social”, que ocorreu na última quarta-feira 15, foi ministrado pelas professoras Érika Martins e Cíntia Combat. Um dos objetivos da atividade é ampliar o repertório dos estudantes acerca de variados assuntos e prepará-los para uma boa argumentação e análise, além de obtenção de conhecimento geral.

Destinado aos alunos do Ensino Médio, foram abordados 24 temas de relevância, nos quais os alunos podem usar os conceitos da Sociologia sobre Mobilidade e Estratificação Social. Além das teorias de Max Weber e Karl Marx, ainda estudaram os Artigos 3º, 5º e 6º da Constituição, que são repertórios associados aos direitos fundamentais de todos os brasileiros.

Os alunos aprenderam a aplicar conceitos como equidade, igualdade, isonomia, população economicamente ativa, estratificação social, condições análogas à escravidão, direito de moradia, controle social, entre outros. A aula foi assistida por mais de 50 alunos e teve a participação das professoras Rejane e Andrea Viola, como ouvintes.

A estudante Lara Gontijo, da 2ª série EM, conta que adorou participar do aulão, sendo essa uma experiência muito rica. Ela acredita que esse tipo de aula é essencial para complementar os conhecimentos dos alunos, ainda mais quando atrela-se vários conteúdos. Segundo ela, esses projetos “ajudam muito para tornar meu repertório e meus textos mais engajados, além de ser uma forma mais dinâmica e divertida, já que as duas professoras são ótimas e tornam as coisas mais fáceis de entender”.

Luísa Viola, da 1ª série EM, considerou o aulão muito informativo. Ela nos diz que as professoras souberam dinamizar bem os conteúdos, para que não ficasse cansativo, mesmo que com vários temas abordados.

Veja algumas fotos do aulão online, clicando aqui.