A linguagem cinematográfica em evidência no Clube da Leitura

No último encontro do Clube da Leitura, do primeiro semestre deste ano, os integrantes ampliaram seu conhecimento sobre narrativas com uma ida ao cinema.  Por meio da orientação da professora Mônica Lages, da bibliotecária Priscila Oliveira e da mediadora Pollyana, o grupo assistiu, no ItaúPower Shopping, o filme “Turma da Mônica: Laços”.

Ao final da exibição, os alunos chegaram à conclusão da importância da abordagem do bullying no filme e também do espirito de equipe para solucionar problemas.

Imersão no conteúdo da Segunda Guerra Mundial

A Segunda Guerra Mundial é um tema muito importante para a compreensão da conjuntura internacional e seus desdobramentos seguem notórios até hoje. O professor Aurélio Pereira, visando a compreensão mais efetiva dos alunos do 9º ano sobre esse assunto, propôs uma atividade diferente envolvendo um jogo de tabuleiro. O professor dividiu a turma em grupos e deu um exemplar do “jogo da FEB” para cada grupo.

O jogo foi idealizado para demonstrar a participação do Brasil na Segunda Guerra Mundial. A fluidez dos jogadores pelo tabuleiro se da por meio de perguntas sobre esse tema. Além disso, alguns alunos utilizaram roupas e equipamentos históricos como forma de fazer um paralelo com o aparato tecnológico usado no conflito.

As fotos dessa atividade estão no nosso Flickr:

WhatsApp Image 2019-07-10 at 13.30.44

Maquetes auxiliam na compreensão espacial

Um recurso didático muito utilizado na disciplina de Geografia são as maquetes, pois possibilitam um domínio visual de todo o conjunto espacial de uma determinada temática. Com isso, por meio de uma atividade realizada em sala, os alunos do 2º ano A produziram maquetes de diferentes estruturas de bairro. Contando com o auxilio da professora Simone Coutinho, os estudantes montaram essas representações  com materiais de fácil manuseio como caixinhas de fósforo, isopor e papel colorido.

Confira as fotos dessa atividade pelo nosso Flickr:

WhatsApp Image 2019-07-07 at 18.26.47

Os 4R’s e o desenvolvimento sustentável

Os alunos do 3º ano C aprenderam na prática os caminhos para a sustentabilidade trabalhando os 4Rs (reutilizar, reciclar,  repensar e reduzir) para diminuir o volume de lixo em Belo Horizonte. A professora Juliana Pessoa solicitou aos alunos que eles guardassem alguns componentes de lixo produzidos em suas casas por uma período de 48 horas e o resultado foi surpreendente:  29 garrafas pet, 16 garrafas e vasilhas de plástico, 62 copos descartáveis, 21 canudos de plástico e 48 tampinhas de plástico.

No dia em que os alunos levaram esse material recolhido em casa para a escola, a professora realizou uma roda de conversa com os alunos para uma troca de sugestões sustentáveis com o intuito de diminuir o lixo em BH. A aluna Mariana Alves, ao final da dinâmica, relatou: “Estudar a sustentabilidade e os 4Rs está sendo bom e preocupante, devemos pensar no problema do lixo agora para salvar o nosso planeta”. Já sua colega de classe, Giovanna Vitória, deixou a reflexão: “A sustentabilidade deveria ser falada e pensada todos os dias, quero que meus filhos no futuro tenham um planeta limpo e bonito para viver”.

Os alunos Rafael Vital e Murilo Rodrigues, pensando em soluções a curto prazo para o problema, compraram canudos de metal para diminuir a quantidade de canudos plásticos no mundo. “Vou levar meu canudinho de aço para todos os passeios, assim não vou usar mais o canudo de plástico e ajudarei a melhorar as águas dos mares”, disse Rafael. Por fim, Murilo concluiu “o canudo de aço vai fazer diminuir a quantidade de canudinho de plástico que uso, são tantos por ano que nem sei contar”.

As garrafas coletadas foram entregues para serem reutilizadas com artesanato e os demais resíduos foram depositados nos lixos de coleta seletiva para a devida reciclagem.

Confira todas as fotos dessa atividade no nosso Flickr:

WhatsApp Image 2019-07-10 at 19.09.10

O inglês como forma de explorar novos conteúdos

Por meio do material de Cambridge do sistema bilíngue, os alunos do 2º ano estão estudando sobre as bactérias. Dessa forma, a professora de inglês, Anna Lívia, fez uma experiência no laboratório de ciências para auxiliar na visualização desse conteúdo.

As crianças observaram limões colocados em um ambiente escuro e úmido por uma semana e depois observaram, por meio do microscópio, o que aconteceu com a fruta e os fatores que incidiram sobre ela.

Confira todas as fotos dessa atividade no nosso Flickr:

WhatsApp Image 2019-06-26 at 15.37.09

Vivenciando a história de BH

Na última semana, os alunos do 3º ano A, B e C fizeram uma excursão por pontos turísticos de Belo Horizonte. Junto com as professoras Carolina Alves, Juliana Pessoa e Mônica Garcia, os estudantes puderam vivenciar o conteúdo apreendido em História nesse semestre, sobre a capital mineira.
Durante o passeio foram visitados a avenida do contorno, a Praça do Papa, o museu Abílio Barreto, o complexo da Praça da Liberdade e o centro de BH.

Confira todas as fotos dessa atividade no nosso Flickr:

WhatsApp Image 2019-07-09 at 20.32.37

Nossa Gente de Minas – edição 2019

Nos dias 9 e 10 desse mês aconteceu a culminância do tradicional projeto do ICJ intitulado “Nossa Gente de Minas”. Este ano, os alunos do 2º ano do Ensino Médio foram para Brumadinho e ministraram oficinas educativas além da encenação de uma peça teatral.

Para Ademar Fabel, diretor administrativo do colégio, a dimensão solidaria e assistencialista dessa edição ficou muito demarcada. Isso se dá pela recente tragédia na região que não abalou apenas as superfícies físicas da localidade, mas também o emocional dos moradores. Contudo, para ele, os alunos do 2º ano foram muito bem na execução do que foi proposto e conseguiram amenizar o sentimento de luto nas crianças e proporcionar momentos de felicidade na Escola Municipal Maria Solano Menezes.

Uma das alunas que fez parte do projeto deste ano, Laura Correa, conta que é inexplicável a gratidão de ver uma criança que perdeu um ente querido sorrir de novo depois de tanto tempo. De acordo com relatos que ela ouviu das professoras, alguns jovens da escola não se alegravam desde o rompimento da barragem e o projeto conseguiu deixa-los felizes de novo.

Lucca Souza, também participante dessa edição, afirma que essa foi uma das melhores viagens que ele já fez pelo colégio nos seus quase 10 anos de ICJ. Segundo Lucca, ele estava um pouco receoso na execução do projeto, porque não sabia direito como seria a recepção dos alunos, porém a insegurança foi embora ao perceber o sorriso das crianças. “Eu senti uma força e uma união entre a sala que eu nunca tinha sentido antes e foi muito gratificante”, conclui.

Por fim, Sofia Albuquerque e Ana Clara Calzavara levantaram a reflexão do quanto pequenas atitudes podem fazer a diferença. Sophia destaca a função do teatro que eles executaram, a medida que parece algo muito simplista, porém o resultado foi imediato no semblante das pessoas. Enquanto Ana Clara ressalta o quanto as oficinas podem auxilia-los daquele momento em diante e o quanto isso pode fazer a diferença na vida daquelas crianças.

A formação humana é algo que faz parte do DNA do ICJ. O desenvolvimento “in loco” de questões éticas, políticas e sociais faz parte da educação que nós acreditamos e colocamos em prática por meio do Nossa gente de Minas.

Confira a galeria de fotos do projeto Nossa Gente de Minas no Flickr:

WhatsApp Image 2019-07-09 at 17.28.16

Escola do Bem: o projeto solidário dos alunos do Fundamental l

O Colégio ICJ compreende que a aprendizagem efetiva acontece muito além da sala de aula. Dessa forma, também é necessário evidenciar atitudes pautadas no amor, no respeito, na gratidão, na justiça e na solidariedade. Visando essa formação humana, os alunos do Ensino Fundamental I (do 1º ao 5º ano) tiveram, nesse sábado, a culminância do projeto Escola do Bem. O projeto trabalha com o conceito de que o “ideal” da sociedade é formar cidadãos responsáveis pela boa vivência, tornando a convivência social harmônica, segura, feliz e necessária; e assim acreditamos que, com cada um fazendo a sua parte, faremos a diferença.

Separados por séries, os alunos tinham um tema específico a ser trabalhado nessa manhã. As turmas do 1º ano ficaram com conteúdos relativos aos brinquedos, discutindo sobre a importância de ser bondoso e compartilhar com o outro. Cada criança trouxe dois brinquedos de casa, um para trocar com um colega de classe o outro para doar a creche São Jorge, situada no Bairro Jardim América.

Já as turmas do 2º ano trabalharam a temática da “sementinha do bem”, por meio de uma metáfora entre o crescimento das plantas e a importância de vivermos em paz para nos desenvolvermos bem. Os alunos do 3º ano tiveram seu aprendizado norteado por meio do bem-estar e do cuidado consigo e com o outro. Nesse sentido, as crianças fizeram dinâmicas em grupo e individuais na quadra para identificar regras de boa convivência e os cuidados com a própria saúde física e emocional.

A dinâmica do 4º ano foi voltada para a conscientização frente ao bullying. Nesse aspecto, foram apresentadas formas de detectar esse assédio psicológico, verbal e físico juntamente com um debate sobre valores morais, sociais e éticos. Por fim, as turmas do 5º ano evidenciaram questões sobre afetividade e sexualidade, pensando sobre como expressar seus sentimentos e o respeito consigo e com o outro.

Além disso, foram recolhidos, pelos alunos do 2º ano do Ensino Médio, livros doados nessa manhã para serem encaminhados à Escola Municipal Solano Menezes, que atende crianças do Córrego do Feijão. A entrega desse material acontecerá por meio do Projeto Nossa Gente de Minas.

A galeria de fotos desse evento está no nosso Flickr:

WhatsApp Image 2019-07-09 at 08.31.39

Caixa mágica no projeto Alimentar-te

A atividade da vez abordada no projeto Alimentar-te ficou conhecida como “caixa mágica”. Nela os alunos rodavam uma caixa cheia de frutas e legumes como em um jogo de “batata quente” e a criança sorteada tinha os olhos vendados e pegava um alimento dentro do recipiente. Dessa forma, o estudante podia cheirar ou comer o objeto e ainda contava com as dicas dos colegas para adivinhar o que havia retirado.

O principal intuito dessa dinâmica foi desenvolver os cinco sentidos dos alunos, juntamente com o conhecimento de novos alimentos. No fim, as frutas foram cortadas e todas as crianças experimentaram um pouco de cada.

Confira todas as fotos dessa atividade no nosso Flickr:

WhatsApp Image 2019-07-04 at 06.55.59

 

Desmistificando questões sobre a proposta de intervenção do ENEM

A proposta de intervenção em uma redação do ENEM possui muito peso na avaliação final e gera muitas dúvidas na maioria dos alunos. Pensando nisso, a professora Cintia Combat convidou sua colega de profissão, Erika Vilas Boas, para esclarecer algumas questões para os alunos do 3º ano. Erika possui dupla formação em História e Direito e, por conta disso, explicou algumas funções de vários órgãos da sociedade como: o governo, os três poderes, os ministérios, as autarquias, as ONG’s, a mídia e outros.

Além disso, explicou por meios legais as ações que podem ser executadas por cada uma dessas instituições e os possíveis efeitos. Por fim, explicou sobre a importância de não ferir os Direitos Humanos e concluiu com inúmeras propostas completas.