Empreendedorismo criativo

Você já pensou em ser um empreendedor?

Para muitos, o que é um “bicho de sete cabeças”, para outros é um grande sonho.

O empreendedorismo é um processo que se desenvolve ao longo do tempo e se move por meio de fases distintas intimamente relacionadas.

Ele fundamenta-se na criação de algo com valor, seja um produto, serviço, uma maneira de produzir, uma experiência.

Mas como promover a geração de valores perceptíveis a determinados beneficiários?

É preciso inovar!

Como afirma o administrador e pós-doutor em Inovação e Empreendedorismo, Emanuel Ferreira Leite, “empreendedor é o indivíduo capaz de estimular a criação do futuro”.

A inovação advém de um processo criativo relacionado ao repertório do empreendedor. E novas ideias não surgem do vácuo, mas sim da combinação, ampliação ou visualização de informações existente de uma forma diferente.

Para ser um empreendedor criativo, é preciso ser teimoso, inquieto e buscar vivências diversas, como viajar, estudar e conhecer novas pessoas. Deve-se ter ousadia, coragem de arriscar e acreditar que pode fazer acontecer.

É necessário colocar a mão na massa, dedicar tempo e esforço, bem como assumir correspondentes riscos financeiros, psicológicos e sociais.

Uma dica? Não queira imitar ninguém, apenas seja você mesmo, pois existe lugar para todos no mundo. É normal se deparar com dificuldades para definir quem você é e, para se encontrar, você pode se espelhar em pessoas a quem admira, mas saiba que também é importante seguir seu instinto. Descubra-se e crie sua própria identidade.

E mais, é fundamental procurar conciliar a liberdade com a segurança e, ainda que não haja uma proporção que permaneça constante em diferentes fases da vida, deve-se buscar continuamente um equilíbrio.

Mas fique atento: o medo de errar vai estar presente em algum(ns) momento(s) desse percurso e ele é um grande empecilho para o sucesso. Diante de algum erro, deve-se ter habilidade para lidar com a frustração. Não baixe a cabeça diante de um revés em sua trajetória, pelo contrário, absorva a experiência e gere aprendizado para situações futuras.

É preciso ser persistente em cenários adversos, não ignorando os obstáculos presentes no dia a dia, mas sim criando estratégias para minimizá-los!

A iniciativa é uma arma infalível, mesmo depois que o empreendimento tiver saído do papel. Para combater a estagnação e manter uma jornada bem sucedida, busque aprender sempre, esteja disposto a buscar sugestões e novidades a todo tempo.

Confie em você e vá em frente!!!

3 comentários em “Empreendedorismo criativo

  1. À priori parabéns pelo texto tão rico em palavras.
    Com certeza irá trazer luz à quem tem temores, insegurança em tentar o “novo”.
    Parabéns e obrigada por compartilhar seu conhecimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *