8º ano visita Museu de Morfologia

Nesta quinta-feira, dia 26, as turmas de 8º ano do Colégio realizaram uma visita ao campus da UFMG. Juntamente com a Coordenadora Junia, a professora de Artes do ICJ, Anair Shirley, acompanhou os alunos em um tour pelo local e desenvolveu uma atividade relacionada à temática artes audiovisuais, que havia introduzido em sala de aula, com ênfase no cinema. Os estudantes deveriam escolher uma técnica, que envolvesse planos ou enquadramentos, e produzir uma fotografia devidamente identificada.

No campus, os alunos também conheceram o Museu de Ciências Morfológicas da UFMG, onde puderam ampliar os estudos e conhecimentos sobre o corpo humano, conteúdo que está sendo ensinado nas aulas de Ciências.

O museu busca incentivar uma nova consciência frente ao ensino das Ciências por meio de uma abordagem sistêmica e interdisciplinar do organismo humano. Lá, os estudantes visualizaram exposições didático-científicas com peças anatômicas, esculturas em gesso e resina, fotomicrografias de células e tecidos e embriões e fetos em diferentes fases de desenvolvimento.

Segundo o professor de Ciências do Colégio, Anderson Xavier, que também acompanhou os estudantes na visita, “o acervo é fantástico e a organização da exposição é primorosa. Pura didática!”. Ele ressalta, ainda, que o museu foi o único na América Latina, por muitos anos, a permitir o acesso e entendimento do corpo humano não somente na questão anatômica e embriológica, mas, também, no quesito “respeito” aos cadáveres desconhecidos.

Esse trabalho de campo foi muito enriquecedor, pois além das turmas colocarem em prática as noções de fotografia aprendidas nas aulas de Arte, conseguiram compreender melhor a estrutura e o funcionamento dos organismos a partir de exemplares autênticos até então vistos somente em vídeos e livros!

Visita do Maternal II ao Mundo das Águas

No primeiro semestre de 2017, a turminha do Maternal II desenvolveu o projeto “Amigos do Fundo do Mar”, no qual estudaram as características da baleia. Dando continuidade à proposta, estão aprendendo agora sobre outros animais aquáticos, os amiguinhos da baleia. Com o intuito de complementar o projeto, no dia 29 de setembro, os alunos realizaram uma visita a exposição “No Mundo das Águas”, uma das mais completas do mundo subaquático do Brasil, sendo a única da região metropolitana de Belo Horizonte com aquários marinhos.

Os alunos puderam conhecer mais de 120 espécies de animais aquáticos, incluindo Tubarões, Moreias e invertebrados, dispostos em 14 aquários de água-doce, 22 aquários marinhos, um lago de carpas e 2 aquaterrários, além de peças de naufrágios, esqueletos de corais e conchas de todo o mundo.

As crianças se encantaram com o espaço e vivenciaram momentos únicos de lazer e conhecimento!

Confira a galeria de fotos: https://flic.kr/s/aHsm6ABGaD 

1º período visita o Circuito Cultural Praça da Liberdade

No dia 22 de setembro, os alunos do 1º período visitaram o Espaço do Conhecimento UFMG, que integra o Circuito Cultural Praça da Liberdade, o maior conjunto integrado de cultura do Brasil.

O Espaço, fruto da parceria entre a UFMG, a operadora TIM e o Governo de Minas, busca espelhar a diversidade cultural, promovendo um diálogo entre a ciência e outros aspectos do cotidiano.

Durante a visita, os alunos tiveram a oportunidade de conhecer exposições com temas variados, incluindo a exposição principal, Demasiado Humano, que aborda a origem da vida, a evolução e a trajetória humana.

Eles também foram ao planetário, um ambiente cuja tecnologia faz com que o céu pareça real, tamanha a definição das imagens. Lá, as crianças assistiram a uma sessão do filme O ABC das Estrelas e vivenciaram uma experiência singular de cinema imersivo.

Dessa forma, a partir de abordagens lúdicas e com auxílio de recursos interativos, tecnológicos e audiovisuais, os alunos puderam agregar ao que é aprendido em sala, conhecimentos advindos de outros ambientes de formação.

Confira a galeria de fotos: https://flic.kr/s/aHsm3XA9Mh

Pelos Caminhos das Gerais

No Projeto Pelos Caminhos das Gerais de 2017, a turma do 7º ano realizou uma visita técnica à região de Ouro Preto na sexta-feira, dia 15/09. O intuito projeto, que contempla as disciplinas de História, Geografia, Língua Portuguesa, Inglês e Matemática, foi possibilitar que os alunos estudassem in loco o conteúdo da escravidão colonial brasileira.

Entre os objetivos principais da visita, destacam-se a ampliação da percepção dos alunos acerca das transformações ocorridas do período colonial aos dias atuais, o estimulo à identificação de formas geométricas e ângulos na arquitetura e obras de arte e a verificação do interesse dos estrangeiros na cultura brasileira, reconhecendo o quanto a língua inglesa está presente no cotidiano das pessoas. E, segundo a aluna Júlia Meireles, do 7º ano, tais aspectos foram alcançados com êxito, pois, durante a viagem, a turma conseguiu visualizar tudo aquilo o que está sendo estudado nas aulas, reforçando o conteúdo aprendido em sala.

Os estudantes passaram o dia visitando os pontos históricos das cidades. Acompanhados pelos professores Fábio Lucena, Katia Lima e Frederico Meira, conheceram as minas do Jejé e do Chico Rei, a Igreja Nossa Senhora do Rosário e os museus Casa dos Contos e da Inconfidência. Eles também colocaram em prática a proposta “abandone seus livros”, que incentiva os estudantes a selecionarem seus livros preferidos e deixá-los em pontos diversos da cidade visitada para que outras pessoas possam lê-los. Os alunos escreveram poucas palavras na contracapa dos livros incentivando a leitura e explicando o motivo de “abandoná-los”. Na capa, havia também uma mensagem, escrita em português e inglês, com os dizeres: “Eu sou livre! Eu não estou perdido. Por favor, pegue-me e leve-me com você. (Veja dentro)”. Com isso, ao circularem com os livros, auxiliaram a promover maior acesso à leitura e fizeram a alegria de muitas pessoas.

Foi uma viagem incrível que promoveu um enorme aprendizado para os alunos do ICJ e ainda rendeu bons frutos para comunidade local!

Confira a galeria de fotos em: https://flic.kr/s/aHsm8diwF3

Visita ao Museu de Arte do Vale do Jequitinhonha

Os alunos do 1º periodo, turmas A e B, da profa. Maritsa, fizeram uma visita ao Museu de Arte Popular do Vale do Jequitinhonha. A atividade trás conhecimento e desperta a sensibilidade das crianças com as obras em materiais que transitam entre a madeira, a pedra, a cerâmica e tecidos bordados a mão que retratam a vida e o cotidiano do povo mineiro.

Veja galeria completa de fotos no Flickr: https://flic.kr/s/aHskUGmUVR

Visita ao Retiro das Rosas

Alunos do 6º ano participaram do projeto de Integração à fazenda Retiro das Rosas em Cachoeira do Campo – MG no dia 17 de março. O projeto tem por objetivo proporcionar aos alunos um momento de aprendizado e socialização, com novos alunos e educadores, além de compartilhar seus desafios e superações, associado a um momento de lazer e contato com a natureza. O trabalho foi vivenciado por meio de reflexões, atividades, aprendendo in loco técnicas de agropecuária, agricultura entre outros, enriquecendo os  conteúdos trabalhado em sala. “Os locais que eu mais gostei foram as plantações e as áreas de lazer. O passeio foi incrível e ao mesmo tempo que nos divertimos aprendemos muito” Foi um jeito interativo de ampliar o conhecimento e nossas relações sociais”, afirmou o aluno Matheus Assis, da turma B.

A proposta é interdisciplinar e envolve os conteúdos de Geografia (Valéria), Ciências (Regina), Matemática (Renata), Formação Humana (Mônica) e Educação Física (Daniel e Elizete).

Para conferir a galeria de fotos completa, acesse: https://flic.kr/s/aHskXA7hKz

Visita ao Memorial Minas Vale

A Professora Alexsandra, de Literatura, levou os alunos do 2º ano do Ensino Médio para uma vista técnica a Museu Memorial Minas Vale, localizado na Praça da Liberdade.

Durante a visita os alunos tiveram a oportunidade de se aproximar dos espaços e trazer a alma e as tradições de Minas, contadas de forma interativa e contemporânea.

“Os alunos viram cenários reais e virtuais se misturando para criar experiências e sensações que  vão do século XVII ao século XXI”, afirma a Coordenadora Pedagógica do Ensino Médio, Profa. Rosa Lúcia Simões.