Visita do Maternal II ao Mundo das Águas

No primeiro semestre de 2017, a turminha do Maternal II desenvolveu o projeto “Amigos do Fundo do Mar”, no qual estudaram as características da baleia. Dando continuidade à proposta, estão aprendendo agora sobre outros animais aquáticos, os amiguinhos da baleia. Com o intuito de complementar o projeto, no dia 29 de setembro, os alunos realizaram uma visita a exposição “No Mundo das Águas”, uma das mais completas do mundo subaquático do Brasil, sendo a única da região metropolitana de Belo Horizonte com aquários marinhos.

Os alunos puderam conhecer mais de 120 espécies de animais aquáticos, incluindo Tubarões, Moreias e invertebrados, dispostos em 14 aquários de água-doce, 22 aquários marinhos, um lago de carpas e 2 aquaterrários, além de peças de naufrágios, esqueletos de corais e conchas de todo o mundo.

As crianças se encantaram com o espaço e vivenciaram momentos únicos de lazer e conhecimento!

Confira a galeria de fotos: https://flic.kr/s/aHsm6ABGaD 

1º período visita o Circuito Cultural Praça da Liberdade

No dia 22 de setembro, os alunos do 1º período visitaram o Espaço do Conhecimento UFMG, que integra o Circuito Cultural Praça da Liberdade, o maior conjunto integrado de cultura do Brasil.

O Espaço, fruto da parceria entre a UFMG, a operadora TIM e o Governo de Minas, busca espelhar a diversidade cultural, promovendo um diálogo entre a ciência e outros aspectos do cotidiano.

Durante a visita, os alunos tiveram a oportunidade de conhecer exposições com temas variados, incluindo a exposição principal, Demasiado Humano, que aborda a origem da vida, a evolução e a trajetória humana.

Eles também foram ao planetário, um ambiente cuja tecnologia faz com que o céu pareça real, tamanha a definição das imagens. Lá, as crianças assistiram a uma sessão do filme O ABC das Estrelas e vivenciaram uma experiência singular de cinema imersivo.

Dessa forma, a partir de abordagens lúdicas e com auxílio de recursos interativos, tecnológicos e audiovisuais, os alunos puderam agregar ao que é aprendido em sala, conhecimentos advindos de outros ambientes de formação.

Confira a galeria de fotos: https://flic.kr/s/aHsm3XA9Mh

Maternal III encena O Mágico de Oz

No dia 03 de outubro, as turmas de Maternal III do ICJ apresentaram um lindo espetáculo para a família: O Mágico de Oz.

A peça foi escolhida pelos próprios alunos, que se encantaram com o enredo ao ouvirem a narrativa durante o Projeto Contador de Histórias, que engloba exibição de filmes e contação de histórias com dedoches.

Em roda, cada criança escolheu qual personagem gostaria de interpretar: bruxinhas, leões, espantalhos, bonecas de lata e Mágicos de Oz.

As crianças ensaiaram muito e vieram para o Colégio com fantasias incríveis. Durante a peça, representaram, dançaram e imaginaram. E os pais, se emocionaram com a performance dos pequenos!

Parabéns, turminha, vocês brilharam!!!

Confira a galeria de fotos em: https://flic.kr/s/aHsm6xMuk4

2º período vai ao teatro

Durante todo o ano de 2017, as crianças da Educação Infantil estão aprendendo sobre as regiões do mundo. Nas aulas, as professoras abordam os modos de vida, animais e climas de cada uma das localidades estudadas.

Para complementar a matéria vista em sala, a turminha do 2º período realizou um passeio na quarta-feira, dia 13/09, ao Teatro SESI Minas para assistir à peça “Rei Leão”. O musical, inspirado no clássico infantil da Disney, além de transmitir uma sensação mágica que encantou os alunos, os auxiliou a conhecer um pouquinho mais sobre a África e seus animais!

Confira a galeria de fotos em: https://flic.kr/s/aHsm93kJac 

Bilinguismo – o ensino através da língua

O Inglês é a língua oficial da contemporaneidade, presente em todos os âmbitos de nossa convivência. Entretanto, ainda é muito baixo o percentual de brasileiros que o dominam em contraste com a grande demanda por indivíduos fluentes.

Para mudar essa realidade, se estabeleceram no Brasil três formatos de escolas com diferentes modelos para o ensino de línguas estrangeiras, oficialmente reconhecidos pelos órgãos responsáveis, que determinam as diretrizes do ensino: Escola de Línguas, Escola Internacional e Educação Bilíngue.

A Escola de Línguas surgiu na década de 70 para suprir o inglês que não era aprendido nas escolas regulares.  A Escola de Línguas, como o nome diz, é um espaço para se aprender a língua estrangeira desejada através do estudo da estrutura gramatical e muita repetição.

Já a Escola Internacional é vinculada a um determinado país e todo o conteúdo da grade curricular é aprendido na língua estrangeira. As disciplinas, o calendário, a filosofia e o certificado também são alinhados nesse contexto às diretrizes desse país. No Brasil, essas escolas não precisam seguir a Lei de Diretrizes e Base (LDB) nem a determinação do MEC.

A Educação Bilíngue propõe um modelo onde o aluno aprende através da experiência. É uma forma, um caminho, um meio, e não um conteúdo usado sem conexão com o mundo real. Por isso é possível entregar aos alunos informações e conhecimentos através da interação social. O sujeito bilíngue é uma pessoa capaz de interagir e se socializar nas duas línguas. Isso não é uma mudança e sim uma inovação.

Em 2017, o ICJ optou pela Educação Bilíngue iniciando-a nos 1º e 2º períodos do ensino infantil. Estudos revelam que crianças têm uma maior plasticidade cerebral e estão mais receptivas à nova linguagem, tornando mais fácil a assimilação dos sons e da pronúncia pela simultaneidade do aprendizado da língua materna e da segunda língua, língua adicional, de forma suave e lúdica para se alcançar o melhor resultado.

Assim, a Educação Bilíngue foi implantada para os pequenos do ICJ com 50% da grade ministrada em inglês. Em 2018, o Colégio avança com a proposta para o 1º ano do Ensino Fundamental com ampliação da carga horária do Inglês para três aulas semanais de 60 minutos cada. A expectativa do Colégio é que o avanço do bilinguismo, para os anos subsequentes, aconteça de forma gradativa e anual.

O sucesso depende de ações pedagógicas e administrativas garantidas pelo ICJ:

– espaço físico (sala de aula) específico para se trabalhar cada língua;

– ambientação adequada;

– tempo destinado a cada língua;

– professores capacitados;

– matérias conduzidas em português e inglês;

– interdisciplinaridade dos conteúdos aprendidos nas aulas de Ciências, História e Geografia.

Ao implantar a Educação Bilíngue, o ICJ demonstra, mais uma vez, sua vocação inovadora antecipando, com responsabilidade, ações pedagógicas que trarão a seus alunos um diferencial mercadológico aumentando possibilidades de empregabilidade e continuidade dos estudos.

Homenagens aos pais

Na semana que antecedeu o Dia dos Pais, várias turmas do ICJ realizaram atividades especiais! A turminha do 1º período B preparou uma linda homenagem durante as aulas de Inglês. Os alunos, guiados pela professora Jéssica Alves, gravaram o minivídeo “Dad, you are my superhero” para lembrar que o papai sempre será um super-herói!

Já o 5º ano B confeccionou porta-retratos personalizados para os pais, com formatos de casas, jangadas e efeito 3D. A professora de Matemática Renata Prado ressalta a criatividade dos alunos ao confeccionarem os presentinhos com materiais como palitos de picolé, utilizando conhecimentos matemáticos. Renata relata que a atividade foi fantástica e ainda estimulou o trabalho em equipe, sendo que os alunos ajudaram uns aos outros quando não conseguiam montar a base para manter os porta-retratos de pé!

Com certeza os papais ficaram muito orgulhosos e emocionados com as belas homenagens dos alunos ICJ!

Confira a galeria de fotos em https://flic.kr/s/aHsm2zWNBp

O lúdico na aprendizagem

A ludicidade é fundamental para que a aprendizagem se torne significativa e prazerosa. A estimulação das diversas áreas do saber deve ser aliada aos interesses naturais da criança, como o brincar. Através da brincadeira, a criança atribui sentido ao seu mundo e se apropria de conhecimentos que a ajudarão a agir no meio em que está inserida.

Brincar desafia, estimula e aumenta o raciocínio. E é por isso que no ICJ o lúdico está inserido no cotidiano das disciplinas de diferentes maneiras. Na Educação Infantil, por exemplo, a professora de Inglês desenvolve atividades musicais e de pintura para que os alunos naturalmente se familiarizem com a língua.

No 1º ano do Fundamental, as aulas de Geografia contam com a didática dos jogos. O conteúdo da temática “paisagens”, estudada pelos alunos, é reforçado a partir de um jogo da memória sobre o pantanal.

E nas aulas de Educação Física a história das brincadeiras antigas é contada a partir da execução das mesmas. A origem da perna de pau foi narrada para os alunos juntamente com uma demonstração de como se anda em cima do brinquedo de madeira.

Ao integrar o lúdico à metodologia de ensino do Colégio, o aprendizado torna-se um processo estimulante que desperta o interesse dos alunos e os tornam mais participativos!

Aula de Inglês recreativa no ICJ

Nesta quinta-feira, dia 06 de julho, a aula de Inglês da turminha do primeiro período foi super divertida! A professora Jéssica Alves organizou uma festa dos animais, ou melhor, uma

“animals party”, como eles mesmos dizem.

Cada aluno levou para o Colégio um bichinho de brinquedo e o apresentou para a turma. Foi formado um círculo e, um por um, os alunos falaram o nome e a cor de seus animais, tudo em inglês. Com isso, de forma lúdica, puderam relembrar algumas palavrinhas e aprender outras novas.

Jéssica também reuniu os meninos na sala de vídeo para que eles pudessem cantar e dançar ao som de musiquinhas sobre os animais na língua estrangeira.

Para finalizar com chave de ouro, os alunos fizeram um piquenique no pátio, onde puderam trocar com os coleguinhas não só o lanche, mas também todo o conhecimento adquirido!

A galeria completa de fotos se encontra no link: https://flic.kr/s/aHskYU3L8c

Educação Bilíngue avança para Fundamental I

Na segunda-feira, dia 03 de julho, Christina Fabel, Diretora de Ensino do ICJ, se reuniu com pais dos alunos do 2º período da Educação Infantil do ICJ para formalizar as mudanças que entrarão em vigência no próximo ano. Christina falou sobre a importância da língua estrangeira em nossas vidas e anunciou as novidades que serão adotadas pelo Colégio.

Em 2018, na Educação Infantil, a estrutura da Educação Bilíngue será mantida com a carga horária de 2 horas de aulas em Inglês e 2 horas de aulas em Português, ou seja, assim como em 2017, 50% da grade será ministrada na língua estrangeira. Para realização de tais aulas, os alunos migram para espaços distintos, visto que o Colégio adota salas temáticas para o Inglês. Nessas aulas, o inglês é inserido no dia a dia dos alunos com projetos integrados como um reforço dos conteúdos das aulas de Português, que tratam de contextos reais, propiciando um significado ao que é ensinado.

A novidade é que o ICJ irá inserir uma proposta de ensino semelhante para a Educação Bilíngue no 1º ano do Ensino Fundamental. Atualmente, o Colégio oferece uma hora de aula de Inglês por semana e, no próximo ano, a carga horária será ampliada para 3 aulas de Inglês de 60 minutos por semana. Com isso, objetiva-se trazer parte dos conteúdos curriculares aprendidos em Português para as aulas de Inglês, criando, dentro da grade dos alunos, uma interdisciplinaridade.

A parceria que o ICJ possui com o Greenwich Schools também irá se estender para os alunos do 1º ano do Fundamental I. Na reunião de pais, Helga Nelken, Diretora Pedagógica do Centro de Ensino de Língua Inglesa, falou um pouco do que a assessoria do Greenwich Schools vem fazendo desde 2017 no ICJ. Segundo ela, o Centro de Ensino de Língua Inglesa possui professores treinados e com alto nível de conhecimento, que aderem um modelo de ensino processual que propicia que o aluno goste de aprender. Nesse processo, a inserção do lúdico e do “aprender fazendo” é fundamental para o ensino! Com isso, a criança cria mais proximidade com a língua e maior liberdade para aventurar-se no novo idioma, fazendo com que naturalmente adquira automatismos.

O Greenwich Schools segue a filosofia da Universidade de Cambrige, que estabelece diferentes níveis de aprendizado que vão do A1, para iniciantes, até o C2, que é o mais alto e exigente. Em cada nível, a Cambridge English desenvolve provas que nivelam e certificam o conhecimento dos alunos, sendo que as duas primeiras avaliações não têm reprovação, mas sim um termômetro do quanto o aluno se desenvolveu no nível. Tais provas também serão disponibilizadas para alunos do ICJ. A ideia é que o aluno seja preparado a partir dos 4 anos para que já possa fazer os exames entre 7 e 9 anos.